Notícias Adventistas

Igreja Adventista adota novo padrão de identidade visual

Objetivo é facilitar e uniformizar identificação da denominação em vários idiomas e dialetos

Objetivo é unificar identidade visual da denominação ao redor do mundo (Foto: Reprodução)

Silver Spring, EUA … [ASN] A liderança mundial da Igreja Adventista votou no dia 11 um novo padrão de identidade visual durante as reuniões do Concílio Anual, nos Estados Unidos. Para os adventistas, que somam hoje mais de 20 milhões de membros ao redor do mundo e estão presentes em mais de 200 países, é um desafio desenvolver uma padronização coesiva. Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

Acompanhe algumas das novidades apresentadas:

O símbolo – O símbolo tradicional da Igreja, que é composto pelas três chamas e a Bíblia aberta, sofreu uma leve alteração. A inclinação em cada uma das pontas da Bíblia passou por mudança quase imperceptível, seguindo o corte da chama superior do lado esquerdo, fortalecendo sua simetria e organização. Além disso, o logo pode ser apresentado de três formas distintas: padrão, isolada ou na coluna do sábado. Confira aqui.

Tipologia – A tipologia do logotipo também foi alterada. A nova escolha foi pensada na facilidade de leitura e, ao mesmo tempo, adaptação para o maior número de línguas e dialetos possíveis. Com a fonte Advent Sans, a nova identidade visual oferece funcionalidade e consistência em grande parte dos idiomas. É possível utilizar sua escrita em mais de 91 dialetos diferentes. Os líderes do projeto ainda esperam alcançar 200 línguas até 2020.

Também foram apresentadas novas estratégias de naming, analisando o nome oficial da Igreja e sua composição estrutural em escritórios, entidades e departamentos. Veja mais aqui.

Cromia – Novamente, levando-se em consideração a variedade cultural e a abrangência de diferentes estilos de design, a nova proposta permite uma variedade de cores para uso. Foi sugerido um sistema de cores base ALPS, ficando a critério de cada local usar a cor de sua preferência, desde que sempre aplicado em cores sólidas dentro das regras previamente apresentadas.

Grid – Uma nova proposta criativa e inovadora é a do grid da Criação. A ideia parte de que o design deve conter sete colunas, fazendo alusão à semana da criação (veja aqui). As seis colunas da esquerda são ao designer para a criação de seu material. A sétima coluna, no entanto, chamada de coluna do sábado, é especialmente designada para ser distinta do resto do design. Nela pode ser trabalhada a assinatura da Igreja Adventista ou criada uma diferenciação do restante da arte.

Exemplo da aplicação do grid (Foto: Reprodução)

Essa coluna pode ser preenchida com uma imagem ou textura, desde que seja bonita e preencha toda a coluna, ou deixada em branco. Além disso, nunca deve incluir marcas de identificação ou textos de qualquer tipo, com exceção do símbolo adventista. Embora o logo possa ser colocado em qualquer área da arte, na sétima coluna ele é o único elemento, que não seja imagem de fundo, que pode ser colocado ali.

Porém, existem casos em que o uso desse grid pode não fazer sentido, como em aplicações muito específicas ou contextos diferenciados, quando é recomendado ignorar o grid e aplicar a arte ou símbolo como necessário. Isso se destina principalmente a quando o símbolo está sozinho ou não está integrado com o layout. Veja aqui alguns exemplos dessas aplicações.

“Quanto à adoção do novo padrão de identidade visual na Igreja Adventista na América do Sul, temos alguns passos a seguir. No mês de maio de 2017 será registrado esse voto em nosso territorio. No mês de novembro, vamos apresentar o novo manual no Concílio Anual, que terá também recomendações específicas para nossa região”, explica o pastor Rafael Rossi, diretor de Comunicação da Igreja para oito países sul-americanos. [Equipe ASN, da redação, com informações de Victor Trivelato]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox