Notícias Adventistas

Encontro aborda desafios de comunicar em grandes cidades

Com o tema "Novos Contextos, Novos Métodos, Mesma Mensagem", encontro contou com a apresentação de cases de sucesso.

Com o temA #MISSÃO, encontro fez uma ponte entre missiologia e novas gerações.

Rio de Janeiro, RJ… [ASN] Um dia de palestras sobre missiologia urbana, público de grandes cidades e apresentações de projetos sociais e religiosos que têm chamado a atenção de pessoas de fé diferente. Esse foi um resumo do último sábado (05) para 150 pessoas do Rio de Janeiro e da Região Serrana que participaram do “#MISSÃO”, um encontro que reuniu comunicadores e líderes no Colégio Adventista da Tijuca e abordou os desafios de comunicar no contexto da pós-modernidade.

Com um tema que faz referência à linguagem da internet, o programa contou com a participação de palestrantes especialistas em missiologia urbana e nichos de mercado nas grandes cidades. A proposta foi deixar claro como as pessoas que vivem nas grandes capitais brasileiras tem características de vida peculiares que exigem uma contextualização às necessidades para que ela aprenda sobre Deus e a religião cristã. “A ideia do #missão foi promover o conceito de missão urbana para que as pessoas possam entender a importância de você poder olhar a cidade de um outro jeito. Ver a cidade e a igreja na cidade a partir de um prisma missional”, explica o pastor Matheus Tavares, líder e idealizador do encontro.

Para ter uma noção melhor do tamanho do desafio e conhecer histórias de pessoas que o têm enfrentado e obtido sucesso, o público assistiu à apresentação de cases de sucesso que os adventistas têm colocado em prática de acordo com  contexto dos lugares onde vivem. Uma dos relatos apresentados foi sobre o projeto “Home Church”, em Petrópolis. Os envolvidos contaram que passaram a formar um grupo que tem atraído pessoas de inúmeras religiões para aprender sobre Deus e a Bíblia. “Nós juntamos jovens que tinham desejo de construir um projeto que estimulasse as pessoas a permanecer na comunidade cristã. Conforme isso foi acontecendo, mais jovens e adultos passaram a frequentar o espaço”, contextualiza Ivan Lima, um dos líderes do projeto.

Voluntários apresentaram ações que já vem sendo colocado em prática no Rio e no norte do Brasil.

Foi então que surgiu a oportunidade de estender a atuação da Home Church para fora da casa e levar o projeto para a rua, mais precisamente para uma das praças de Petrópolis. “Um dos jovens nos contou que frequentava uma praça de skate. Então nós resolvemos ir até esse lugar e fazer amizade com os frequentadores, ao invés de traze-los para a casa. Eles começaram a se tornar nossos amigos e hoje, as sextas-feiras, temos um encontro permanente com cerca de 50 a 60 jovens da área do skate”, relata.

Outro trabalho inovador que os participantes tiveram a oportunidade de conhecer foi o projeto feito por fiéis da IASD Botafogo que tem levado cariocas para passar um período como missionários no interior do Amazonas. Um programa que leva assistência para tribos indígenas e ajuda a criar o senso de missão nos participantes. “O primeiro desafio que temos é a distância. O segundo é quanto ao idioma pois nem todos as pessoas de lá falam português. Mesmo assim, todas essas dificuldades são superadas quando temos boa vontade”, enfatiza o médico Ivan Stabnov, um dos cariocas integrantes da missão no Amazonas.

Em cada viagem os missionários atendem mais de duas mil pessoas. Segundo o participante, a oportunidade de entrar em contato com pessoas de um contexto totalmente diferente é bastante satisfatória. “Além de fazer todo esse trabalho, estamos tendo a alegria de poder transmitir esse atendimento que estamos fazendo ao próximo”, afirma.

Além das palestras e apresentações, os inscritos também participaram de work shops com os quarto palestrantes. Eles se dividiram em salas de aula de acordo com os temas abordados por cada um deles. [Equipe ASN, Douglas Pessoa]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox