Notícias Adventistas

Alunos da Educação Adventista no DF participam dos 10 dias de oração

Projeto fortaleceu laços entre alunos e professores

Cerca de 1500 orações foram expostas no varal do Colégio Adventista do Gama

Brasília, DF… {ASN} A Educação Adventista no Distrito Federal e entorno também participou do projeto “10 dias de oração e 10 horas de jejum”, promovido pela Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul. Porém a abordagem diferenciada utilizou a linguagem de crianças e adolescentes.

No Colégio Adventista do Gama (Ceag) foi montado um varal de orações, mais de 1.500 alunos participaram. O pastor Adriano Rezende, capelão, diz que a quantidade de pedidos e agradecimentos pendurados surpreendeu, pois a maioria dos alunos que participaram não são adventistas. “A cada troca de professor realizamos uma pequena reflexão pedindo aos estudantes que dessem uma oportunidade a Deus”, explica. Os mais diferentes espaços foram adaptados para se tornarem locais de oração, até mesmo as escadarias.  Os professores também se comprometeram a orar por seus alunos participando de um culto diário. Gustavo Souza, professor de História, afirma que a experiência foi maravilhosa. “Podemos perceber como crianças e jovens enfrentam problemas quase impossíveis de solucionar, mas este projeto mostrou para eles que existe um Deus capaz de resolver todas as coisas”, se alegra.

Professores se reuniam parar interceder pelos pedidos de seus alunos

Eduardo Alberto é um desses estudantes. Ele cursa o segundo ano do Ensino Médio e estuda no Ceag desde o Jardim da Infância. No início do ano letivo, sua família enfrentava problemas financeiros e não teria como continuar pagando as mensalidades. Chegou a cogitar-se até mesmo a possibilidade de Eduardo continuar os estudos em uma escola pública. “Faltavam dois dias para o início das aulas e eu estava ansioso, pois via meus colegas se preparando, comprando material e eu nem sabia onde ia estudar”, recorda. Sendo cristão, Eduardo decidiu orar fervorosamente e colocar seu problema nas mãos de Deus. “Fui vendo que Deus tinha um plano na minha vida. Aquele colégio (Ceag) é muito bom, pois os professores falam de Deus, temos semanas de oração… em um colégio público eu não teria isso”, diz. Após as orações, Eduardo recebeu a notícia de que, depois de alguns ajustes, seus pais conseguiriam continuar pagando as mensalidades. O estudante considera isso um milagre e os 10 dias de oração serviram para que ele agradecesse pela benção recebida. “Foi um momento de me aproximar mais de Deus, ano passado não estava muito próximo, mas agora Ele abriu meus olhos para a realidade”, admite. [Equipe ASN, Pâmela Meireles]

Confira outras atividades realizadas nas escolas da região: 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox