Notícias Adventistas

Adventistas prestam apoio aos afetados pelo incêndio em Portugal

Membros da Igreja e integrantes da agência humanitária adventista se mobilizam para apoiar os que perderam tudo

 

Chamas consomem florestas na região central de Portugal.

Portugal… [ASN] Membros da Igreja Adventista e sua agência humanitária estão se mobilizando para apoiar os portugueses que perderam tudo, depois que um incêndio florestal devastou a região central do país. De acordo com os últimos informativos do governo, pelo menos 60 pessoas morreram, muitas em seus carros enquanto tentavam fugir das chamas, e dezenas ficaram feridas.

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, descreveu as chamas como “a maior tragédia que vimos nos últimos anos relacionada a incêndios florestais”, e advertiu que o número de mortos pode aumentar. Foram declarados três dias de luto.

Várias centenas de bombeiros e 160 veículos foram enviados no sábado para combater o incêndio.

“As notícias e as imagens vindas da região central de Portugal, onde muitas vilas foram atingidas pelo que já é considerada uma das maiores catástrofes já provocadas pelo fogo, enchem nosso coração de dor pelas vítimas e seus familiares”, disseram os líderes da Igreja no país, em declaração oficial. “A Igreja Adventista em Portugal expressa seus sentimentos e seu apoio a todos que perderam amigos e parentes nesse trágico evento, bem como aos que viram seus pertences serem destruídos pelo fogo”.

De acordo com relatórios parciais de líderes adventistas em Portugal, a Clínica Adventista Vita Salus foi evacuada, mas não sofreu quaisquer danos. Não há vítimas entre os membros e grupos da Igreja na região. Porém, muitas famílias adventistas perderam suas casas e pertences, incluindo carros, estufas e até mesmo documentos pessoais.

“Sabemos que alguns dos nossos irmãos estão dando apoio a essas famílias”, disseram os líderes da Igreja. “De igual forma, a ADRA está trabalhando, recolhendo donativos e provendo recursos”, completaram, referindo-se à Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais, a instituição humanitária da igreja. “Este é o momento quando todos nós, ainda que fisicamente distantes do local de sofrimento, podemos dar nossa contribuição ao apoiar a ADRA”.

“Esse evento terrível nos entristece profundamente”, afirmou o Departamento de Relações Públicas da Divisão Intereuropeia, uma sede regional da Igreja que inclui Portugal. “Nosso coração está com todos os envolvidos durante esse tempo de provação. Que nossas orações sirvam de conforto às famílias e amigos das vítimas. Que o Senhor alivie a dor provocada por esse trágico evento”. [Equipe ASN, Andreas Mazza, com informações da Divisão Intereuropeia]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox