Notícias Adventistas

Estratégias da comunicação adventista são discutidas com pastores de igrejas e escolas

Líderes trouxeram orientações que devem contribuir com a prática comunicacional e reputação da marca adventista.

Inovações tecnológicas foram tratadas por Carlos Magalhães, gerente de marketing da Igreja Adventista para oito países sul-americanos. Foto: Andréia Silva

Porto Alegre, RS… [ASN] Nos últimos dias, equipes de pastores responsáveis por conjuntos de igrejas das nove regiões onde existem sedes administrativas adventistas receberam um encontro voltado a discussão de assuntos ligados a comunicação e a tecnologia. Os dirigentes das palestras foram Felipe Lemos, gerente de assessoria de comunicação da Igreja Adventista para oito países sul-americanos, Carlos Magalhães, gerente de marketing digital na mesma esfera, e o pastor Elmar Borges, líder do departamento que coordena a área de comunicação da Igreja no Sul do Brasil.

Leia mais:

Acesse o documento sobre a comunicação adventista

Conheça os aplicativos adventistas disponíveis

Durante os encontros, os palestrantes chamaram a atenção dos pastores para tópicos que devem servir de orientação não apenas pessoal, mas também às igrejas que lideram. Entre eles, esteve o uso das diversas possibilidades tecnológicas para alcançar as novas gerações. “Os pastores são pessoas públicas e tem muita influência sobre seus liderados, principalmente os jovens. Então, conhecendo a tecnologia, se comunicando através de outros meios, eles conseguem, às vezes, alcançar corações que, de uma outra maneira, não conseguiria”, aponta Magalhães, que também apresentou novidades no setor de aplicativos adventistas, inclusive, um que se utiliza de realidade virtual para recriar o ambiente do Santuário.

Reputação da marca adventista

Em contrapartida, o crescimento do uso das tecnologias e o aparente senso democrático que elas permitem aos seus usuários fez com que pessoas, de modo geral, passassem a utilizar a comunicação da maneira que acham melhor. Tal aspecto incorpora uma série de vantagens para quem pretende ter uma voz mais ativa, inclusive no objetivo de propagação das mensagens bíblicas a quem ainda não as conhece a fundo, mas, ao mesmo tempo, inspira uma série de cuidados, à medida que muitos o fazem sem critério ou orientação.

Jornalista Felipe Lemos, que atua como gerente de comunicação da Igreja Adventista para oito países sul-americanos, abordou princípios para cuidar da reputação da marca adventista.

Pensando na utilização criteriosa da comunicação, o jornalista Felipe Lemos trouxe conselhos e reflexões para que representantes da Igreja Adventista em maior ou menor nível – ou seja, pastores, obreiros e, até, fiéis das igrejas – contribuam de forma positiva para a reputação da marca Igreja Adventista, seja nos meios digitais ou fora deles.

“É importante o que os pastores compreendam o que é comunicação – de uma maneira mais abrangente – e adaptem às realidades das igrejas deles. Nem tudo é possível fazer, mas tem muita coisa que é. O importante é entender que comunicação não se resume a dar anúncios ou colocar informações em um mural. Comunicação é uma estratégia para você levar a sua mensagem de uma forma que as pessoas – e qualquer público entenda, não só as pessoas da igreja, mas as da comunidade também”, reforça o jornalista.

Postura nas redes sociais

O pastor Elmar Borges ainda trouxe recomendações mais específicas sobre a postura dos pastores e fiéis nas redes sociais. As informações fazem parte de um documento da comunicação adventista, lançado pela sede sul-americana da Igreja com a intenção de orientar funcionários e membros de igreja. Saiba mais, aqui.

Para Rafael Reis, um dos líderes espirituais que atua no Instituto Adventista Cruzeiro do Sul (Iacs), as orientações devem ajudar líderes e fiéis no contexto das novas gerações. “Considerando essa geração que a gente vê nas igrejas agora, conectada, tecnológica, sem dúvida, as informações que a gente adquiriu hoje aqui de como lidar com elas, usar essas ferramentas para atrair esses jovens para atuar no ministério, foram bastante úteis. A gente sai daqui bastante motivados para aproximar os jovens de Cristo e motivar os jovens a atrair outras pessoas também”, conclui. [Equipe ASN, Willian Vieira, Eduardo Teixeira e Andréia Silva]

Recomendações sobre a postura dos pastores e fiéis nas redes sociais estiveram na explanação do pastor Elmar Borges, líder da área de comunicação da Igreja para o Sul do Brasil.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox