Notícias Adventistas

Sábado especial relembra criação divina em todo o mundo

Criação divina é apresentada de uma forma mais abrangente em site especialmente estruturado para lembrar do conceito. Adventistas idealizaram data mundial

Por Felipe Lemos

 

Site foi criado especialmente onde estão materiais de apoio para quem desejar entender mais sobre o programa.

A narrativa da criação, considerada mito por muitos, é, no entanto, defendida com argumentação científica e relatos pessoais por muitos cristãos. Os adventistas, que somam 20 milhões no planeta, estão entre os religiosos que creem no relato literal da criação tal como expresso no livro bíblico de Gênesis. Por essa razão, instituíram o chamado Sábado da Criação. A data escolhida é o sábado, 28 de outubro, quando se espera que muitos adventistas e demais simpatizantes do criacionismo bíblico reflitam sobre o tema. Materiais em vídeo e texto foram preparados para motivar. Em português e espanhol, foram criados sites especiais que apresentam conteúdo relacionado ao tema. A Agência Adventista Sul-Americana de Notícias (ASN) conversou com Tim Standish, biólogo e professor na Andrews University, localizada nos Estados Unidos. Standish é membro do Geoscience Research Institute (GRI), entidade fundada em 1958 e que apoia oficialmente a Igreja Adventista do Sétimo Dia nas áreas de pesquisa sobre temas científicos. E foi idealizador do vídeo da campanha do Sábado da Criação.

Por que a igreja decidiu criar o Sábado da Criação?

O Sábado da Criação foi criado pela Associação Ministerial da Associação Geral em 2009. O diretor naquela época, Nikolaus Satelmajer, viu que alguns pastores em outras denominações estavam pressionando para criar algo que eles chamavam de Domingo da Evolução. O sábado tem tudo a ver com a criação e adoração ao Deus Criador, por isso pareceu razoável pedir que colocassem o Sábado na Criação no calendário de datas especiais da Associação Geral. É claro que todo sábado é uma celebração da criação de Deus, mas ter um sábado especialmente designado para ser o sábado da criação nos ajuda a focar novamente nossa atenção no ato criativo de Deus e sua importância em entender quem é Ele e por que é digno de nossa adoração. É, também, uma oportunidade para todos os cristãos celebrarem esse ato, assim como a Bíblia nos diz que os filhos de Deus fizeram na época da Criação original (Jó 38: 7).

Como o GRI e outras instituições adventistas esperam promover a visão criacionista em uma sociedade cada vez mais refratária a dogmas ou princípios de tendência religiosa?

Eu acredito que grande parte da perda da verdadeira religião resulta de abraçar a falsa religião do darwinismo. O GRI trabalha de várias maneiras para ajudar a renovar a fé daqueles que têm a mente aberta. Em primeiro lugar, fazemos pesquisas em áreas relacionadas à ciência e fé, particularmente em áreas relacionadas ao design na natureza e ao tempo necessário para formar o registro fóssil. Não temos todas as respostas, na verdade, nunca teremos, mas é reconfortante saber que temos algumas respostas que são muito persuasivas.

Muito do nosso trabalho envolve educação. Por exemplo, trabalho na produção de filmes que podem alcançar pessoas diretamente, permitindo que eles vejam o design em seres vivos. Alguns desses filmes são produzidos pela Illustra Media e estão disponíveis em espanhol e português. Também damos aula para estudantes da Universidade de Loma Linda (nos Estados Unidos) e de outras universidades em todo o mundo. Escrevemos livros e artigos, e nossa página web (grisda.org) possui muitos materiais, incluindo uma seção inteira em espanhol. Também participamos e organizamos conferências, pregamos em igrejas, seminários de fim de semana, aparições na televisão e a lista continua.

O que o GRI sugere aos estudantes universitários que enfrentam diariamente o dilema de estudar e coexistir com paradigmas científicos evolutivos? Como eles podem se preparar melhor para defender ou entender ideais criacionistas?

A primeira coisa que eu faria é manter minha participação na igreja e aqueles que compartilham nossa fé no registro da história encontrada na Bíblia. Além disso, é importante entender o que a Bíblia realmente diz. Infelizmente, muitos argumentos que se disfarçam como defesa da evolução realmente aproveitam a ignorância que muitas pessoas têm da Bíblia. Por exemplo, às vezes, Deus é apresentado como um monstro em vez do Deus do amor encontrado nas Escrituras. É importante entender o que a Bíblia diz e também procurar as melhores fontes sobre a natureza que se apoiam em uma perspectiva bíblica.

Em segundo lugar, busque entender verdadeiramente o que o darwinismo é. Existem muitas maneiras diferentes em que a palavra “evolução” é usada, por isso às vezes as pessoas alternam entre os significados ao falar e isso pode ser muito confuso. Não tememos entender como a evolução deve funcionar, ou mesmo certos significados de evolução, como a mudança de frequências de genes em populações de organismos. Mas alguns significados, como a ideia de ascendência comum universal para todos os organismos, rejeitamos. Uma melhor compreensão nos ajuda a entender por que o Darwinismo não é uma teoria convincente. Ao entender a teoria, nossa rejeição do darwinismo não é por ignorância, mas vem a partir do nosso conhecimento.

Finalmente, é importante ter uma compreensão realista da ciência e da natureza do conhecimento. As teorias científicas mudam porque estão sempre sujeitas a novos dados e entendimentos. O fato de que, depois de grande aumento no conhecimento nos últimos 158 anos desde que Darwin publicou sua teoria, não alterou as ideias básicas do darwinismo, sugere que talvez essa não seja uma verdadeira teoria científica. Também é essencial entender que nosso conhecimento nunca está completo e sempre teremos perguntas abertas às quais gostaríamos de ter respostas. Como cristãos, não temos todas as respostas, e ninguém tem, mas as respostas que temos são muito boas. A criação explica toda a beleza e design que vemos na natureza, o darwinismo luta por fazer isso. O darwinismo faz um bom trabalho para explicar as semelhanças entre os organismos, assim como a criação de um Deus, mas luta para explicar novas estruturas nos organismos. Permitir um Criador responde a esse problema. É somente por proibição filosófica de Deus como uma explicação que o darwinismo sobrevive.

Quais são as principais iniciativas globais para incentivar o estudo e o conhecimento do criacionismo?

O Sábado da Criação é uma iniciativa mundial, mas há muitas outras. Por exemplo, o GRI trabalha com universidades adventistas para desenvolver centros de recursos de criação com informações sobre a criação bíblica. Temos também filiais na Europa, América Central, América do Sul e Ásia. Trabalhamos em vários idiomas diferentes ao produzir os materiais já mencionados anteriormente. Estes variam de cartazes para uso em sala de aula até filmes, livros e páginas da internet. Provavelmente, a coisa mais importante que fazemos é treinar professores e pastores em diferentes partes do mundo. Um professor bem preparado para compartilhar o evangelho, que abrange a criação, tem um impacto em mudança de vida por muitos anos.

Uma grande iniciativa em que o GRI está participando é uma série de congressos de fé e ciência em todo o mundo. Esses congressos já foram realizados em América do Norte, América Central e outros locais, mas você pode procurar esses congressos na Ásia, África e Europa à medida que avançamos. Essas reuniões destinam-se a capacitar pastores e professores para serem excelentes educadores em ciência e fé.

Finalmente, estamos coordenando nossas atividades através de um comitê chamado GRICOM. Esse comitê tem representantes de todas as divisões da Igreja e nos ajuda a entender as necessidades que estão lá fora e ajuda a desenvolver estratégias para lidar com elas. Isso aumenta consideravelmente a eficiência do nosso trabalho.

Veja o vídeo The Hole:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox