Notícias Adventistas

Após estudar a Bíblia com funcionárias de hospital paciente decide pelo batismo

O carinho e a dedicação das funcionárias Daiane e Wânia, do Hospital Adventista do Pênfigo, chamaram a atenção de Maria, paciente da instituição. A partir desse contato ela aceitou o estudo bíblico, batizou-se e hoje é membro da Igreja do Pênfigo.

 

Campo Grande, MS…[ASN] Dedicação e delicadeza são palavras inerentes ao universo feminino e a soma dessas duas qualidades auxiliou uma paciente interna em um hospital a fazer dos seus dias de internação um período de intenso estudo da Bíblia. “Tudo começou quando a Maria era paciente do Hospital Adventista do Pênfigo e lá conheceu duas funcionárias que lhe chamaram a atenção pelo amor e dedicação que demonstravam com ela, a Daiane e a Wânia, duas auxiliares de enfermagem. A partir desse primeiro contato, Maria começou então a receber estudo bíblico na madrugada e nos horários de folga da Wânia”, conta Fabiana Lima, secretária do Ministério da Mulher da igreja do Pênfigo.

Daiane e Maria compartilham sua história de amizade e estudo na Bíblia, que resultou no batismo da paciente.

Daiane e Maria compartilham sua história de amizade e estudo na Bíblia, que resultou no batismo da paciente.

Estudo bíblico e batismo

Depois que recebeu alta Daiane descobriu que Maria era sua vizinha e deu continuidade aos estudos. Hoje, faz quase um ano que esta história começou e de lá pra cá Maria tem frequentado a Igreja Adventista do Pênfigo e batizou-se no último dia 11 de junho. E dessa história novos frutos já estão surgindo: “Eu organizei um grupo para mulheres na minha casa e semanalmente realizo reuniões de oração e estudamos a Bíblia. Procuro convidar minhas vizinhas e amigas para frequentar o grupo e tem dado certo. Atualmente 15 mulheres se reúnem em minha casa semanalmente, a maioria não adventista”, explica Daiane.

No último sábado (11), Maria foi batizada pelo pastor Fernando Rios, atual presidente da Igreja Adventista para o Mato Grosso do Sul.

No último sábado (11), Maria foi batizada pelo pastor Fernando Rios, atual presidente da Igreja Adventista para o Mato Grosso do Sul.

Daiane quer deixar claro que todos podem ser instrumentos para a pregação do evangelho e que mulheres têm o dom de ouvir e, através desse dom, muitas portas se abrem para o trabalho missionário e a demonstração prática do amor de Deus em um mundo tão carente de atenção. “É maravilhoso saber que todas nós mulheres podemos ser usadas de alguma forma, onde estivermos. Seja no trabalho, no bairro em que vivemos, ou qualquer outra forma basta que a gente permita”, destaca.

Sábado da Mulher Missionária

Esse lindo relato foi compartilhado no último dia 4 de junho, durante o culto de sábado na Igreja Adventista do Pênfigo, em Campo Grande. Em toda a América do Sul a Igreja Adventista reservou uma data especial dedicada à mulher missionária, onde relatos como esse foram compartilhados em todo o Brasil e oito países da América do Sul. É mais um incentivo ao trabalho missionário realizado pelas mulheres que dentre tantos afazeres no cotidiano, são capazes de estender a mão e utilizar a delicadeza feminina a favor do evangelismo. E para quem acredita que não é capaz de realizar um trabalho como esse, Daiane é enfática. “Não desanimem. Há um trabalho para cada uma de nós e sempre haverá alguém precisando de uma palavra, uma oração, um gesto de amor. Peçam e Deus lhes mostrará alguém”, finaliza. [Equipe ASN, Rebeca Silvestrin]

Fotos: Divulgação

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox