Notícias Adventistas

Adolescentes são orientados em encontro no norte do Paraná

Evento recebeu 400 meninos e meninas de 13 a 17 anos

Adolescentes aproveitaram o intervalo da programação para tirar fotos

Ivatuba, PR… [ASN] Relacionamentos, sexualidade, vícios, decisões para o futuro. Esses foram alguns dos assuntos abordados no Encontro de Meninos e Meninas chamado Made for Girls and Boys (feito para meninas e meninos), realizado no Instituto Adventista Paranaense (IAP) no sábado, dia 17 de junho. O evento teve a participação de cerca de 400 adolescentes de 13 a 17 anos das igrejas adventistas da região norte do Paraná.

“O objetivo é escancarar os assuntos que eles querem e precisam saber, como: namoro, sexo, relacionamento com os pais, relacionamento com o sexo oposto, homossexualismo. Tudo para que eles saibam como é importante entenderem que a vida deles depende das decisões que eles tomam”, explica a organizadora do encontro, Monie Braga, que é a diretora do Ministério do Adolescente na região.

Para a diretora do Ministério do Adolescente na região Sul do Brasil, Solange Santos “é um momento para conversar mais de perto sobre assuntos que têm a ver com a mudança de comportamento e em cima do que Deus espera deles nessa faixa etária”.

Os meninos e as meninas assistiram ao programa em auditórios separados para ficarem mais à vontade com os temas que foram abordados especificamente para elas e para eles. A palestra sobre autoestima foi a que mais chamou a atenção de Évelin Barbosa Paes, de 17 anos. “A gente se amar é o mais importante”, diz a jovem. Já a participante Cíntia Martins de Souza destaca o relacionamento com a família: “me ajudou muito a ver que muitas vezes o meu relacionamento em casa tem que ser mudado”.

Tiago Rodrigues, pastor do IAP e apresentador do programa Código Aberto, foi um dos palestrantes para os meninos. “Ter clareza de identidade e clareza de propósito, sabendo quem eles são no relacionamento com Deus, é o grande ganho que eles podem ter para a vida”, resume.

O programa para adolescentes com esse formato foi criado por Sonia Rigoli Santos no ano 2000, inicialmente para as meninas. O público masculino ganhou sua versão em 2002. De lá para cá, o projeto foi aplicado em todo o Brasil e Sonia tem recebido relatos de mudanças positivas na vida dos adultos de hoje após participarem do evento. “A gente fica muito feliz em ver que os jovens têm o coração aberto para ouvir e fazer a vontade de Deus”, a firma a palestrante que é autora do livro Proibido para Meninos, Indispensável para Meninas. [Equipe ASN, Gustavo Cidral]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox