Notícias Adventistas

Lançada campanha para enviar cartões cristãos presos no Togo

 

Ideias é que saudações para o período de festas natalinas encoraje os prisioneiros - Créditos: Megan BraunerSilver Spring, EUA … [ASN] Os adventistas do sétimo dia e defensores dos direitos humanos estão incentivando os membros da Igreja em todo o mundo a enviarem cartões de Natal para os dois adventistas presos no Togo, país do oeste africano.

A campanha de envio de cartões é o mais recente passo nos esforços da Igreja Adventista para obter a libertação dos dois homens. O pastor adventista Antonio Monteiro e o membro da Igreja, Bruno Amah, foram detidos em março por conspiração para cometer assassinato depois que um homem togolês os implicou como conspiradores numa suposta rede de tráfico de sangue.

Desde então, milhões de adventistas por todo o mundo se uniram em apoio aos dois homens, respondendo a uma campanha de mídia social conclamando por um dia de oração pela libertação deles. Internautas interagiram, através do Facebook, no tópico “Ore por Togo” mais de 50.000 vezes, enquanto a hashtag do evento chegou a mais de 7 milhões de usuários do Twitter.

Petição – Enquanto isso, cerca de 15 mil pessoas assinaram um compromisso online em change.org, onde se comprometeram a participar do Dia de Oração de 1º. de dezembro. A maior parte é composta de brasileiros, onde a campanha ganhou um site em português chamado http://pray4togo.com/pt/. Agora, os líderes da Igreja esperam que os cartões de Natal encorajem os dois homens, ao passarem o período de festas natalinas na prisão aguardando libertação.

“Gostaríamos que os cartões viessem de tantos países quanto possível”, disse John Graz, diretor de Relações Públicas e Liberdade Religiosa da Igreja Adventista a nível mundial. Graz está liderando os esforços diplomáticos para libertar os homens, o que está a ser realizado junto com a campanha de sensibilização pública.

“Imagine a surpresa de nossos irmãos, quando centenas ou milhares de cartões forem apresentados a eles na prisão”, disse Graz. “Isso certamente vai alegrar o seu Natal”.

Monteiro, natural de Cabo Verde, servia à Igreja como diretor de Escola Sabatina e Ministério Pessoal para a Missão União do Sahal, com sede em Lomé, Togo, desde 2009. Amah é um leigo adventista e empresário em Lomé.

Os líderes da Igreja estão pedindo que os membros enviem saudações ao escritório de Monteiro, na sede da Igreja na região, em Lomé, Togo. Dirigentes da Igreja, disseram que Monteiro e Amah entenderão melhor cartões escritos em inglês e francês. [Equipe ANN]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox