Notícias Adventistas

Em Juiz de Fora, igrejas foram organizadas nas últimas semanas

A administração independente é um dos quesitos para que um grupo seja considerado uma igreja.

Ordenação de diáconos na IASD de Santa Cruz

Ordenação de diáconos na IASD de Santa Cruz

Nas últimas semanas, o conjunto de igrejas (distrito) de Santa Cruz comemorou a organização das igrejas de São Pedro, Benfica e a ordenação de anciãos e diáconos dos templos de Santa Cruz e Milho Branco, bairros em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Uma Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) que consegue administrar a si mesma e tem pessoas para liderar os departamentos, deixa de ser grupo e passa a ser uma igreja. Essa transição depende mais da quantidade de líderes do que a de pessoas frequentes. Além dessas diferenças, cada igreja tem ancião e diácono ordenados. Já um grupo, tem apenas diácono e diretor, mas não são ordenados.

Para um ancião ou diácono ser ordenado, o nome da pessoa deve passar por um grupo de líderes e membros da igreja e, após aceito, o pastor realiza uma oração com os que serão ordenados, com a imposição de mãos, pedindo a Deus sabedoria e Suas bênçãos.

No domingo do dia 15 de setembro, a IASD de Milho Branco realizou uma cerimônia de ordenação de um diácono e um ancião. Já entre os dias 16 e 18 de agosto, foi realizada a organização da igreja de São Pedro. No último dia, houve a celebração da Santa Ceia, ritual que lembra o sacrifício de Cristo.

No dia 29 de agosto, a igreja de Santa Cruz participou da cerimônia de ordenação de um ancião e seis diáconos. Agora, nos dias 07 e 08 de agosto, a consagração foi realizada em Benfica. E a autorização foi dada para dois anciãos e oito diáconos. Assim como na IASD de São Pedro, as pessoas que estavam presentes, também participaram da Santa Ceia, além de assistirem dois batismos.

Segundo o pastor Alan Jhones Heiderich, a organização das igrejas e a ordenação dos anciãos implica responsabilidade, porém o maior trabalho não é feito por homens. “Não são os métodos humanos que definem o sucesso no cumprimento da missão, mas o chamado e a autorização divina, dada através da igreja de Deus, com a promessa de que Jesus sempre estará conosco até o fim”, afirma o líder responsável pelo distrito de Santa Cruz. [Equipe ASN, Vanessa Lemes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox