Notícias Adventistas

Em Juiz de Fora, igrejas foram organizadas nas últimas semanas

A administração independente é um dos quesitos para que um grupo seja considerado uma igreja.

24 de setembro de 2013
Ordenação de diáconos na IASD de Santa Cruz

Ordenação de diáconos na IASD de Santa Cruz

Nas últimas semanas, o conjunto de igrejas (distrito) de Santa Cruz comemorou a organização das igrejas de São Pedro, Benfica e a ordenação de anciãos e diáconos dos templos de Santa Cruz e Milho Branco, bairros em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Uma Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) que consegue administrar a si mesma e tem pessoas para liderar os departamentos, deixa de ser grupo e passa a ser uma igreja. Essa transição depende mais da quantidade de líderes do que a de pessoas frequentes. Além dessas diferenças, cada igreja tem ancião e diácono ordenados. Já um grupo, tem apenas diácono e diretor, mas não são ordenados.

Para um ancião ou diácono ser ordenado, o nome da pessoa deve passar por um grupo de líderes e membros da igreja e, após aceito, o pastor realiza uma oração com os que serão ordenados, com a imposição de mãos, pedindo a Deus sabedoria e Suas bênçãos.

No domingo do dia 15 de setembro, a IASD de Milho Branco realizou uma cerimônia de ordenação de um diácono e um ancião. Já entre os dias 16 e 18 de agosto, foi realizada a organização da igreja de São Pedro. No último dia, houve a celebração da Santa Ceia, ritual que lembra o sacrifício de Cristo.

No dia 29 de agosto, a igreja de Santa Cruz participou da cerimônia de ordenação de um ancião e seis diáconos. Agora, nos dias 07 e 08 de agosto, a consagração foi realizada em Benfica. E a autorização foi dada para dois anciãos e oito diáconos. Assim como na IASD de São Pedro, as pessoas que estavam presentes, também participaram da Santa Ceia, além de assistirem dois batismos.

Segundo o pastor Alan Jhones Heiderich, a organização das igrejas e a ordenação dos anciãos implica responsabilidade, porém o maior trabalho não é feito por homens. “Não são os métodos humanos que definem o sucesso no cumprimento da missão, mas o chamado e a autorização divina, dada através da igreja de Deus, com a promessa de que Jesus sempre estará conosco até o fim”, afirma o líder responsável pelo distrito de Santa Cruz. [Equipe ASN, Vanessa Lemes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox