Notícias Adventistas

Informatização é discutida em encontro de tesoureiros na Bahia

Informatização é discutida em encontro de tesoureiros na BahiaFeira de Santana, BA…[ASN] A Sede Administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região central da Bahia promoveu o Encontro Geral de Tesoureiros entre os dias 18 e 20 de janeiro na Faculdade Adventista da Bahia (IAENE).

Quinhentos tesoureiros de diversas localidades do Estado lotaram o Salão de Atos da Instituição. O objetivo do encontro foi prepará-los para um trabalho mais aprimorado nas igrejas, além de oferecer momentos de comunhão e celebração entre eles. “Nossa primeira preocupação foi capacitá-los espiritualmente”, afirma Avelino Martins, diretor financeiro da Igreja Adventista para a região central da Bahia. “A preparação técnica e espiritual fornece um trabalho mais saudável para a obra e, sendo assim, o avanço é contínuo”, completa.
A base do crescimento é o trabalho de tesouraria. Ao afirmar isso, o presidente da Igreja Adventista para a região leste brasileira, pastor Geovani Queiroz, acredita que encontros como este são muito positivos para o presente e futuro da comunidade. “Com o plantio de novas igrejas, nosso trabalho é discipular e capacitar muita gente para um excelente serviço ao Senhor”, comenta pastor Geovani. “Transparência, austeridade e integridade são as qualidades da excelência em finanças”, afirma o tesoureiro da Igreja Adventista para a região leste brasileira, pastor Ivo Vasconcelos. “O tesoureiro deve notar que o trabalho dele é importantíssimo na pregação do evangelho eterno”.

Informatização – A informatização da tesouraria foi um ponto muito discutido durante o Encontro. A ideia é, dentro de um ano, informatizar mais de 50% das igrejas da região central da Bahia. Para o gerente de controladoria de igrejas, Fábio Ferreira, “mesmo com algumas dificuldades como acesso a internet e material de informática o campo está avançando na informatização”. Para isso, a sede administrativa da Igreja sempre cria iniciativas para estimular esse mecanismo, como sorteio de impressoras e notebooks durante o evento para as igrejas que ainda realizam o processo manualmente. “As informações chegam de forma rápida no escritório. É bom para o tesoureiro e para a sede”, conclui Fábio.

Palestras e seminários – Para trabalhar os aspectos técnicos que abrangem o trabalho de tesouraria, palestras e seminários foram oferecidos aos participantes.
Cada tema foi rigorosamente selecionado. “Remessa Semanal”, “Seguro”, “Tesouraria Informatizada” e “Auditoria” foram um dos assuntos abordados durante os três dias do evento. Segundo o diretor da Adventist Risk Management – Companhia responsável pelos seguros das igrejas -, Jabson Magalhães, a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem procurado criar a cultura de seguros em suas entidades. “Temos que pensar nos infortúnios que possam a vir ocorrer e driblarmos situações que impeçam a pregação do evangelho”, destaca.

Missão – Quem participou do Encontro Geral de Tesoureiros levou na bagagem os ingredientes necessários para ser referência no trabalho ao Senhor.
Tesoureiro há quase 60 anos, Cândido Duarte é grato a Deus por todas as bênçãos recebidas através desse Ministério. “A realização é plena. Estou envolvido no trabalho de Deus, apressando a sua volta. É o Senhor quem nos ajuda nessa jornada”. Ele foi um dos sorteados e levou para a sua igreja um notebook para trabalhar com a tesouraria informatizada. “Eu aprendo. Ainda dá tempo de aprender”. [Equipe ASN, Murilo Lélis]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox