Notícias Adventistas

Inaugurada nova igreja construída por “calebes” e universitários

Barreirinhas, MA…[ASN] Foram 34 dias de trabalho, mais de 40 pessoas revezando em 3 turnos  diários e  assim a cidade turística de Barreirinhas ganhou no sábado, 14 de julho, um belo templo no bairro de Carnaubal. Este é o penúltimo bairro da cidade que faltava ser evangelizado e ter uma igreja.

O trabalho contou com o apoio da sede administrativa da igreja adventistas na região, Associação Maranhense (AMa), que destinou recursos em parceria com os membros da Igreja Adventista Central de Barreirinhas e do Riacho. Na coordenação do trabalho o pastor Marcos Paulo dividiu os voluntários em 3 grupos: jovens “calebes” construtores, evangelistas e da saúde. “Hoje estamos recebendo a recompensa depois de muito esforço. O nome de Deus está sendo honrado neste lugar”, declarou o dedicado líder do distrito.

Os “calebes” da saúde são os universitários do Centro Universitário de São Paulo (UNASP-São Paulo) que dedicaram duas semanas das férias para atendimento em diversas povoados da região. Durante o dia, os alunos de nutrição, enfermagem, fisioterapia, psicologia, coordenados por uma médica e pelo professor de Bíblia, pastor José Newton, levaram esperança através das orientações e consultas a centenas de pessoas. Eles distribuíram livros, folhetos e muito carinho, o que fez muita diferença na vida de todos.

Para Samantha Beck, 20 anos, aluna do sexto período de nutrição, a experiência foi surpreendente. “ Eu aprendi que a gente não precisa de tantas coisas materiais, essas pessoas são felizes com tão pouco. Eu aprendi mais do que ensinei e fui ajudada mais do que ajudei”, declarou emocionada e agradecida a estudante.
A conexão UNASP-Maranhão, como eles mesmos chamaram o projeto, produziu benefícios na vida dos 13 voluntários que trabalharam na região de Barreirinhas. Eles demonstraram muita alegria na despedida.  “Jamais vamos nos esquecer de tudo aqui, de como aprendemos com as pessoas e de como as coisas básicas da faculdade podem ser úteis as pessoas”, declarou Leila Lima, aluna do curso de  enfermagem.
Para o pastor Ramildo Bezerra, presidente da AMa, “essa foi uma demonstração do que a igreja pode fazer em apenas 43 dias. Podemos chegar mais longe, se unirmos as forças”, declarou o líder da igreja no Norte do Maranhão. [Equipe ASN, Sidnei Roza]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox