Noticias – Adventistas

Igreja Adventista lança comissão para estudar teologia da ordenação

Artur Stele, vice-presidente que presidirá a comissão, dirige-se ao Concílio Anual do ano passado.Silver Spring, EUA … [ASN] Líderes da Igreja Adventista do Sétimo Dia no mundo votaram nessa semana estabelecer uma Comissão de Estudo da Teologia da Ordenação com o objetivo de submeter um relatório ao Concílio Anual de 2014, uma reunião anual dos administradores da Igreja a nível mundial. Da sede sul-americana adventista, participarão dois representantes, um brasileiro e outro hispano. “Deveremos fazer a indicação dessas pessoas nos próximos dias”, informa o pastor Erton Köhler, líder sul-americano adventista.

Quatro sessões das comissões, cada reunião devendo durar até três dias, irão preceder o relatório de outubro de 2014, disseram os líderes.  “Queremos um processo aberto”, disse o pastor Ted Wilson, presidente da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia, à Comissão Administrativa da denominação, antes da votação. “Queremos ouvir o que Deus e o Espírito Santo querem nos dizer, por meio de estudo da Bíblia, estudo do Espírito de Profecia, e de oração.”

O voto vem um ano após a divulgação em 2011 de um roteiro para o processo de estudo. A Comissão Executiva da denominação no Concílio Anual de 2014 pode decidir recomendar medidas para a Assembleia da Associação Geral de 2015, em San Antonio, Texas.

A Comissão será composta de uma ampla gama de indivíduos, incluindo “mulheres, homens, jovens e idosos, membros, teólogos, estudantes da Bíblia, aqueles que escreveram ou falaram sobre o assunto e alguns outros”. A Comissão não terá nenhum oficial da Igreja a nível global a não ser o presidente, o vice-presidente e o secretário, mas os três diretores sendo membros ex-officio.

“Quando o processo começar, há duas questões que serão realmente estudadas”, disse Artur Stele, diretor do  Instituto de Pesquisa Bíblica, da Igreja a nível mundial, que presidirá a nova comissão. “Número um, a teologia da ordenação, o que a ordenação é ou não é. Em seguida, o segundo, “Quais são as implicações para as práticas da Igreja, com ênfase especial na ordenação de mulheres ao ministério pastoral”? [Equipe ANN]

Notícias Relacionadas