Notícias Adventistas

“I Will Go 2.0” abre suas portas ao mundo

I-Will-Go-20-abrio-sus-puertas-al-mundo-1Libertador San Martin, Argentina… [ASN] A Universidade Adventista Del Plata (UAP), na Argentina, foi o palco do “I Will Go 2.0”, 2º Congresso Internacional de Universitários Missionários Adventista que reuniu cerca de mil jovens entre os dias 5 e 7 de setembro. Eles vieram de países como Espanha, Estados Unidos, Finlândia, Guatemala, Haiti, Honduras, Israel, México, Panamá, Paraguai, Peru, San Salvador, África do Sul, Coreia do Sul, Uruguai, Venezuela e Zâmbia.

Em sua participação, o pastor Roberto Giordana, responsável pela vice-reitoria de Desenvolvimento Espiritual da instituição, compartilhou palavras de ânimo, destinadas a reforçar a confiança em Deus e em Seus desígnios. “Não há frustrações nos caminhos de Deus”, considerou.

No programa das Reuniões Plenárias, o pastor Homer Trecartin, presidente da Igreja Adventista para o Oriente Médio e Norte da África, abordou o tema “Marco para a missão adventista: princípios bíblicos e inspirados nos escritos de E. G. White”. Ele afirmou que Deus envia pessoas a todas as partes para pregar o evangelho e não apenas a lugares seguros, visto que Sua mensagem é para “todas as nações… para todas as pessoas.” “Há sempre motivos para postergar a tarefa da pregação do evangelho… a colheita está pronta, mas faltam trabalhadores na terra. O problema está no objeto em que focamos”, pontuou.

Embora tenha relatado histórias bíblicas a respeito da manifestação de Deus por meio de sonhos ou de visões, Trecartin mencionou que aqueles que ainda são cépticos não recebem o evangelho por esses meios. É por isso que os seres humanos são necessários para trabalharem pela comunidade e para se envolverem com os problemas do lugar no qual tentam difundir a mensagem divina.

O encontro ainda contou com a exposição apresentada pelo doutor Ronald Kuhn, diretor associado do Instituto de Missão Mundial da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia. O enfoque de seu tema foi “Integrando Missiologia e Teologia no Século XXI”. O palestrante dividiu sua experiência no Sudão e como Deus havia dirigido sua vida naquele lugar. “Uma das coisas importantes ao fazer a missão é que ela deve ser feita de acordo com o exemplo de Jesus”, enfatizou. A essência de sua mensagem esteve no verdadeiro entendimento da Teologia, que é o estudo da natureza de Deus e a forma pela qual ela deve estar ligada à missão. O doutor Kuhn também ressaltou a importância da cooperação com o Senhor para o cumprimento do evangelho.

“Sem a encarnação na cultura, não se pode realizar a missão. Esta somente se alcança seguindo o exemplo de Jesus, que Se fundamentou primeiramente no preparo para poder servir e depois foi. Jesus Se encarnou em nossa cultura, aprendeu tudo o que fazíamos para então nos apresentar o Reino de Deus”, lembrou.

Jud Wickwire, diretor de operações da Aviação Adventista Mundial, contou em sua participação a forma pela qual Deus o chamou para cumprir a missão nessa área e como este ministério independente apoia a Igreja e seus projetos.  [Equipe ASN, Oscar González]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox