Notícias Adventistas

Fórum e passeatas mobilizam população contra a violência

Fórum foi arrancada para série de ações que acontecerão em Alagoas, até o dia 31 deste mês.

Alagoas é o segundo Estado brasileiro onde mais morrem mulheres por conta da violência doméstica.

Alagoas é o segundo Estado brasileiro onde mais morrem mulheres por conta da violência doméstica.

Maceió, AL… [ASN] No dia 21, mulheres representando todo o Estado de Alagoas participaram do lançamento da edição 2013 do projeto Quebrando o Silêncio. Elas visitaram uma creche de abrigo, onde distribuíram presentes e muito carinho. À noite, toda a sociedade foi convidada para estar presente em um Fórum para discutirem sobre a violência contra a mulher e medidas preventivas.

O Fórum aconteceu na Igreja da Serraria, em Maceió, e contou com a presença da coordenadora sul-americana do projeto, Williane Marroni, a coordenadora para seis Estados nordestinos, Rosário Silva, além de representantes de órgãos públicos, como promotoria e Delegacia da Mulher, e profissionais das áreas de pedagogia e psicologia, para mostrar as principais sequelas que uma agressão pode deixar na vítima.

Alagoas é o segundo Estado brasileiro que mais mata mulheres (com mais de oito vítimas fatais a cada 100 mil mulheres), perdendo apenas para o Espírito Santo. Este projeto serve para alertar e motivar a mulher a denunciar o seu agressor. Também oferece apoio para essas vítimas, para ajudá-las a recomeçar a vida e a estarem seguras, longe dos seus agressores.

Maria Tereza, delegada da segunda Delegacia da Mulher da capital, agradeceu o convite e a participação no evento. Ela vê esse ato como um gesto de solidariedade às vítimas e também à sociedade. Todos os palestrantes mostraram satisfação por estarem contribuindo para o desenvolvimento de uma sociedade livre da violência.

Este Fórum foi apenas a arrancada para a série de mobilizações que acontecerão no Estado até o dia 31 deste mês. Alguns bairros da capital e algumas cidades do interior estarão promovendo passeatas por suas vias, alertando a população através da distribuição de folhetos e cartilhas com orientações. Um dos principais focos esse ano está na violência contra a criança. Por isso, um material especial para elas será distribuído. [Equipe ASN – Patrick Rocha]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox