Notícias Adventistas

Evento “proibido” para meninos reúne 200 adolescentes

 

Aracaju, SE … [ASN] Proibido para meninos, indispensável para meninas. Essa foi a proposta do Adole 2012, que reuniu 170 adolescentes entre 13 e 16 anos. Com o tema central ‘Princesa, o Rei te espera’, as meninas aprenderam, entre outras coisas, sobre autoestima, nutrição, saúde, ações sociais, sexualidade, etiqueta, vestimenta, perigos da internet e namoro. “Namorar é saudável. Quando a adolescente fica, ela não está criando vínculo com ninguém e está brincando com os próprios sentimentos e com os sentimentos dos outros. Em contrapartida, o namoro é uma preparação para o casamento. Afinal, é na adolescência que se cria o conceito de responsabilidade para um futuro casamento”, explica Pryscilla Ramos, psicóloga e palestrante. Ela ainda orienta que “a idade certa para começar a namorar é quando os pais permitem e estão de acordo”, diz.

Além das palestras, as meninas ganharam brindes, participaram de uma santa ceia com um banquete real, foram debutantes de uma festa de gala em comemoração às adolescentes que completavam 15 anos, em 2012, e fizeram ainda um voto de pureza, onde se comprometeram com Deus a subirem ao altar virgens e puras. “Esse voto de pureza foi muito interessante porque no mundo de hoje é difícil encontrar garotas que se mantêm puras até o casamento, e essa proposta foi muito interessante”, opina Larissa Santana, 14, que ainda completa. “O adole foi uma experiência ótima. As palestras, o programa, as surpresas, tudo muito bem feito e muito lindo”, diz.

Segundo uma das organizadoras do evento, Marciley Melros, foram dez meses de preparação para a realização do Adole. “Pensamos na logística do encontro e trabalhamos muito para que tudo ficasse maravilhoso, mas ficou ainda melhor. Nossas expectativas foram superadas e todo o trabalho valeu muito a pena porque as meninas estavam muito felizes e valorizaram bastante o evento. Notamos também que elas aprenderam muito, se sentiram amadas e, o mais importante, ali, todas eram princesas” conta Marciley. Laysa Blenda, 13 anos, participou do Adole e concorda com Marciley. Para ela, é impossível escolher um melhor momento. “Gostei de tudo. Não tem como escolher uma coisa só. Realmente foi ótimo e eu adorei”, relembra Laysa. [Equipe ASN, Rafaella Oliveira]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox