Notícias Adventistas

Evento apresenta criacionismo para crianças no Rio Grande do Sul

Aventureiros aprenderam de maneira diferente sobre criaçãoTaquara, Rio Grande do Sul [ASN] De 02 a 04 de novembro aconteceu o V Aventurí “Aventura entre Gigantes” para crianças da região leste do Rio Grande do Sul. Pelo menos 18 clubes de aventureiros acamparam no Instituto Adventista Cruzeiro do Sul (IACS) e aproximadamente 250 crianças participam do evento juntamente com a equipe de apoio e os pais dos aventureiros, no total de 426 inscritos no evento. O objetivo do evento foi trabalhar a origem do mundo com as crianças, o criacionismo é o tema do Aventurí.

Na abertura, os aventureiros conheceram o mascote do evento, o “Aventussáuro”, já que os dinossauros foram mencionados muitas vezes no evento. “A mensagem que queremos passar para as crianças através do Aventurí é a verdade sobre a história natural da Terra, na perspectiva do criacionismo. Apresentando para eles também a visão bíblica de como foi o mundo antes do dilúvio, de como viveram e como morreram os dinossauros, que tanto aparecem para eles em desenhos e outros materiais infantis. Nós estamos dando agora uma outra versão, a versão criacionista para que eles possam conhecer esses assuntos”, afirma o líder dos aventureiros da região da leste do Rio Grande do Sul, Ericson Danese, sobre a proposta principal deste evento.

Pela manhã, os clubes chegaram em Taquara, quando montaram sua área de acampamento e portais. Cada clube recebeu um nome de dinossauro e usaram a criatividade para montar o portal do clube relacionado com a espécie definida. Depois de toda a área de acampamento montada, e abertura às 14 horas, as atividades foram iniciadas. Foram três atividades, duas corridas e uma trilha, a corrida do mamute, a corrida do ovirraptor e a trilha do pântano. As crianças puderam queimar bastante energia em atividades físicas próprias para a faixa etária dessa turma, crianças de 6 a 9 anos.

“Eu gostei de vir acampar, eu estou muito animado. Quando eu fui naquele tobogã escuro cheio de bichos, que eu tinha que saber o nome deles foi o que eu mais gostei mesmo”, contou o aventureiro Otávio Camargo Abel, do clube Joias de Jesus da cidade de Camaquã.

Após um banho quente e jantar, os aventureiros se preparam com uniforme de gala para a investidura e abertura oficial do Aventurí. A programação da noite teve o foco espiritual. Ao final do evento a certeza de que os aventureiros aprenderam a lição está nas declarações de Daniele Roque Danese (seis anos) e Lorena Caliari, (sete anos): “Eu aprendi que os dinossauros não comiam gente, alguns comiam plantas e outros comiam carne alguns eram herbívoros” e Lorena completa: “também aprendi que eles morreram no dilúvio na história da arca de Noé”. [Equipe ASN, Bianca Lorini]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox