Notícias Adventistas

Evangelismo via satélite no Colégio Adventista da Liberdade

Pelo segundo ano consecutivo, o Colégio Adventista da Liberdade transmitiu em seu auditório o evangelismo via satélite, feito pelo pastor Luis Gonçalves, evangelista da América do Sul. Com a programação local dirigida pelo capelão da unidade, pastor Davi França, a comunidade pôde ter momentos de louvor, oração e testemunho. Todas as noites, mais de 20 convidados não adventistas e dezenas de membros da comunidade assitiram a pregação e responderam aos apelos.

A inovação desse ano ficou por conta do chat. Todas as noites, após a pregação, o pastor Luis Gonçalves respondeu via chat as perguntas dos espectadores da Novo Tempo. Para prestigiar os que decidiram assistir ao vivo no auditório e não puderam chegar em casa a tempo de participar da interação virtual, França criou uma alternativa simples, mas eficiente. Ele estendia por mais 15 minutos o programa, respondendo, na hora, perguntas do público presente. “Foi interessante ver que ninguém queria sair. Todos se interessavam pelo nosso bate papo”, diz o pastor.

Para Daiana, a semana teve um significado especial. A jovem foi batizada no Evangelismo Via Satélite em 2010. Atualmente ela está preparada para falar sobre essas reuniões. “É uma oportunidade de tomarmos uma decisão definitiva. O pastor olha nos nossos olhos e apela ao nosso coração. Tenho certeza de que muitos aqui vão se decidir por Jesus”, declara.

Dois batismos foram realizados durante a semana. O destaque vai para dona Carmen. Uma senhora de 83 anos. Sua empregada doméstica, Lia, é adventista e estudou a Bíblia com ela. Na quarta à noite, quando soube que haveria um batismo na quinta, Lia convidou a patroa para assistir, já que ela nunca tinha visto um batismo cristão. Para sua surpresa, no momento do batismo, dona Carmem ficou tão impressionada, e se sentiu profundamente tocada pelo Espírito Santo. Como resultado, decidiu se batizar também.

O diretor do colégio, Professor Heber Ceribeli, acredita que o programa tem importância fundamental, pois é uma etapa do plano evangelístico estratégico do colégio. “Iniciamos a semeadura com o programa Amigos da Esperança, em que 65 famílias de outras denominações puderam ter uma noção mais clara de nossa preocupação com seu bem estar espiritual. Desde então, várias dessas famílias têm estudado a Bíblia conosco”, diz. Na fase de maturação, uma série sobre as profecias de Daniel e Apocalipse motivou 22 decisões ao batismo. [Equipe ASN, Gislaine Westphal]

 

Notícias Relacionadas

WordPress Image Lightbox