Notícias Adventistas

Estudante argentina fala da paixão pelo voluntariado

Manuela sobre o voluntariado: Cachoeira, Bahia … [ASN] Nascida em Buenos Aires, Argentina, Manuela Boleas, 23 anos, cresceu em um lar movido pela educação e pela literatura. Apaixonada por artes, música, teatro e letras, ela participa de um grupo musical e dá aulas de interpretação teatral. Mas a sua maior paixão é SERVIR. Cursando o penúltimo ano do curso de psicologia pela Universidad Adventista del Plata, na Argentina, Manuela decidiu trancar os estudos e dar uma nova direção a sua vida. Ela chegou ao Brasil neste mês de maio para trabalhar como voluntária na Faculdade Adventista da Bahia, situada no município de Cachoeira (a 130 km de Salvador). Quando voltar, ela pretende terminar a faculdade e se tornar uma missionária permanente. Nessa entrevista à equipe de comunicação da Faculdade Adventista da Bahia, ela fala um pouco mais de sua experiência:

Como surgiu o desejo de trabalhar como voluntária?

Cresci numa família adventista, então eu sempre ouvi falar do serviço voluntário. Não sei como surgiu essa vontade. Eu me lembro de que no ensino médio eu já tinha o desejo de sair, mas meu pai sempre me aconselhava a estudar um pouco mais para eu ter mais ferramentas para ajudar melhor as outras pessoas.

Por que você escolheu vir ao Brasil?

Tinha planos de ir para mais longe, mas Deus me trouxe aqui. O Brasil é muito familiar para mim, pois como morávamos próximo à fronteira, frequentemente visitávamos o nosso país vizinho. Às vezes alguns pensam em servir em países muito distantes, como Angola, mas Deus sabe o que é melhor para nós.

Como tem sido a sua experiência aqui?

Eu tenho aberto meus olhos para muitas coisas que eu pensava que sabia, mas agora eu estou percebendo que elas são muito mais do que eu imaginava. O simples fato de eu ter que me adaptar a outra comida ilustra muito bem isso. No começo é tudo uma maravilha, mas depois a gente começa a sentir saudades da comida de casa. Esse é só um exemplo para muitos outros fatores culturais.

Quais são as principais atividades que você desenvolve?

Eu ministro estudos bíblicos e participo do Projeto Sorriso para Você, que desenvolve atividades entre as mães dos pacientes da clínica-escola. Na capelania, eu ajudo nos cultos universitários e dou aula de espanhol na Escola de Missões. Além disso, eu participo do Coral Universitário e me envolvo nas programações da faculdade.

Qual é a importância do serviço voluntário?

Participar do serviço voluntário é tão importante quanto cursar uma faculdade. No voluntariado você não vem para adquirir informação, mas para distribuir aquilo que você já tem. Essa experiência vale muito mais do que um título. Meses aqui equivalem a vários anos de estudo na faculdade e fazem a diferença na carreira de um profissional.

O que você diria para quem nunca participou de um projeto voluntário?

Não dá pra falar isso somente com palavras. Só quem experimenta conhece qual é a sensação de atuar como voluntário. É uma atividade muito edificante. Se você ainda não teve coragem de se arriscar em um projeto mais ousado, participe de um programa de poucas semanas ou num projeto local mais próximo. Você só não pode perder a oportunidade de servir! [Equipe ASN, Wagner Almeida]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox