Notícias Adventistas

Estado de São Paulo tem primeira equipe modelo de colportagem

Grupo teve 18 estudantes do Unasp-EC e evangelizou a cidade de Socorro por um mês

Outdoor divulgando o trabalho dos colportores deu respaldo para a equipe modelo (foto: acervo pessoal de João Pereyra Júnior)

Outdoor divulgando o trabalho dos colportores deu respaldo para a equipe modelo (foto: acervo pessoal de João Pereyra Júnior)

Artur Nogueira, SP… [ASN] O Estado de São Paulo teve a sua primeira equipe modelo de colportagem (saiba o que é) no mês de julho. Com 18 estudantes do Centro Universitário Adventista de São Paulo campus Engenheiro Coelho (Unasp-EC), o grupo procurou resgatar a essência do evangelismo com literatura que é o trabalho de casa em casa. Porém, o motivo pelo qual a equipe ganhou o adjetivo “modelo” vai além disso.

Antes mesmo da chegada dos colportores em Socorro, cidade a aproximadamente 140 km da capital paulista, o trabalho do grupo era divulgado em outdoors, jornais e rádios locais. Assim, o grupo ganhou respaldo para apresentar o projeto Saúde Total e falar sobre o amor de Jesus.

Comunhão com Deus – Porém, a mensagem cristã não estava apenas no discurso dos colportores. Diarimente eles eram incentivados pelo líder do grupo a acordar às 5h para orar. Em seguida, cada um fazia uma meditação pessoal e, às 7h todos se reuniam para um culto. Para o estudante de Teologia Fábio Rodrigues, este momento de reflexão era essencial no trabalho. “Os momentos de comunhão com Deus nos fortalecia e dava ânimo para visitar cada casa”, comentou.

Família lê a Bíblia durante o culto da equipe modelo. Comunhão com Deus foi essencial para o trabalho

Família lê a Bíblia durante o culto da equipe modelo. Comunhão com Deus foi essencial para o trabalho

As mensagens do culto eram preparadas de acordo com o que ocorrera no dia anterior. Geralmente o conteúdo era motivacional. Além disso, mensagens de incentivo eram espalhadas por toda a casa. “Colocamos as frases para mostra-los que eles tem potencial para ir além do que eles imaginam”, justificou Flávio Ramos, líder da equipe.

Conforto – Exemplar também foi o conforto oferecido ao colportor. A casa (conheça a casa no vídeo) na qual eles ficaram hospedados era mobiliada, com roupa de cama e até piscina. “Tudo o que uma casa normal tem”, resumiu o Pr. João Pereyra Júnior, diretor assistente da colportagem na região central do Estado de São Paulo. Diariamente era oferecido desjejum sem custo aos colportores e, nas noites mais frias, era servida uma sopa.

Segundo o pastor Pereyra Júnior, no próximo período de férias, a campanha modelo de colportagem da Igreja Adventista no Estado de São Paulo ficará no município de Amparo. [Equipe ASN, Lucas Rocha]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox