Notícias Adventistas

Evangelismo nas grandes cidades lançado no noroeste do Brasil

 

Em grupos, líderes discutiram estratégias para alcançar pessoas em centros urbanosManaus, Amazonas … [ASN] O foco agora são as metrópoles! O desafio dos grandes centros urbanos é cada vez maior e o envolvimento e comprometimento por parte dos cristãos com a mudança da realidade das cidades é imprescindível. Fazer a igreja ser relevante para a sociedade foi o tema discutido, no último sábado dia 03 de novembro, no lançamento do projeto Esperança Para as Grandes Cidades, iniciativa mundial da igreja adventista.

Com a presença dos pastores Edison Choque, líder de Missão Global na América do Sul, e Emílio Abdala, professor de Evangelismo e Crescimento de Igrejas no Seminário Adventista Latino-Americano de teologia, SALT, o programa idealizado pela Igreja Adventista na região noroeste do Brasil aconteceu na escola da Cidade Nova para a associação anfitriã, Amazonas Roraima, e para a Associação Central Amazonas da Igreja Adventista. O público formado por líderes das igrejas de Manaus assistiu ao programa com Escola Sabatina e Culto que foi dividido entre os pastores da DSA e SALT e pelo secretário e Missão Global da região Amazonas Roraima, Jessé Oliveira.

Usando as palavras de Choque, “plantar igrejas nas grandes cidades não é um plano humano. É um plano de Deus”, por isso, para alcançar todas as classes, as instituições que formam a organização adventista devem ser usadas também como Centros de Influência, pois são eles que conectam a Igreja às necessidades da comunidade. “É pelas relações sociais que a religião cristã entra em contato com o mundo”, complementou o líder usando a citação do livro ‘Obreiros Evangélicos’, página 480.

“A mensagem precisa ser relevante. Ela deve começar com a agenda das pessoas, seus problemas sociais e crises”, foi o que enfatizou o pastor Abdala na apresentação de seu seminário de Missão Urbana – O Evangelho Invadindo as Cidades, reforçando o discurso do pastor Edison.

Centros de influência – Sobre os centros de influência, os participantes do evento se reuniram em grupos para discutir o plantio de igrejas nas grandes cidades usando a força desses centros. Iniciativas de ministérios urbanos vêm sendo desenvolvidas e, o mais importante, por membros e líderes da Igreja, não apenas por pastores.

Manaus é a cidade com forte presença adventista da América do Sul e ainda assim apresenta um verdadeiro desafio para a evangelização por abrigar uma sociedade caracterizada pelas muitas diferenças de estilos, interesses, ênfases e etnias. Sendo assim, o alvo nas igrejas inclusivas contribui para o crescimento missiológico. Além dos grupos étnicos, como todo grande centro, em Manaus existem desafios relativos com as disparidades entre os interesses diversos, a pobreza e a alta sociedade, tradicionalismo e mentalidade pós-moderna, transformando a capital amazonense em um mundo dentro de uma cidade.

Toda a preparação para receber 2013, o ano do discipulado que levará esperança aos centros urbanos, despertou a necessidade da vida em comunhão com Deus e em relacionamento com a comunidade que conduz à missão.

Desse encontro, é possível resumir que a soma de comunhão mais relacionamento resulta em missão. É impossível separar uma coisa da outra e, para haver crescimento sadio no discipulado, as três partes devem estar conectadas. No momento as grandes cidades esperam o trabalho desses incentivadores de discipulado. [Equipe ASN, Jeane Barboza]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox