Notícias Adventistas

Encontros promovem comunhão com Deus para crianças

Crianças aprendem a ter comunhão com Deus.São Paulo, SP… [ASN] Orações, louvor, mensagens espirituais e muitas decisões. Tudo isto aconteceu em eventos que reuniram mais de 2500 participantes paulistas. Mas se você pensa que foram programas para anciãos, mulheres ou líderes de departamentos, você está enganado. Os encontros promoveram mais comunhão com Deus entre crianças e adolescentes.
Com o tema “Sou um Josué”, o evento aos adolescentes mostrou de forma clara e dinâmica a vida de fé e coragem do personagem bíblico. Enquanto isto, crianças de 7 a 12 anos aprenderam que tamanho não é documento e que elas podem sim, ter atitudes tão grandiosas como teve o menino Davi ao encarar o gigante Golias. Os eventos às crianças e aos adolescentes aconteceram simultaneamente e em duas sessões.

Uma foi no, 14, no Unasp campus Hortolândia. Lá os programas reuniram participantes do interior paulista. A outra ocorreu no domingo, 15, nas dependências da Igreja e da Escola Adventista do bairro Liberdade, em São Paulo, onde estiveram presentes mais de mil adolescentes e crianças da capital. Destes participantes, quase 400 foram da região Sul de São Paulo.

Os eventos tiveram públicos e temas diferentes, com o objetivo de promover mais espiritualidade e comunhão com Deus e prepará-los para a missão. Para isto as turminhas foram desafiadas a realizar projeto de oração intercessora, leitura diária da Bíblia, duplas missionárias, a arte da pregação, entre outras. Luiz Henryck, 08 anos, encenou o papel do menino Davi. Ele conta que aprendeu muitas lições baseadas na história de vida do personagem. “Davi não teve medo de Golias. Quando a gente está com Deus não precisa ter medo de nada”, declara. “Eu posso ser grande como Davi ajudando minha mãe em casa e meus colegas na escola”.

A professora Sonia Rigoli, organizadora dos eventos, incentiva os líderes responsáveis pelo trabalho com estas faixas etárias a se manterem firmes na missão de transmitir princípios e valores. “É muito importante que os professores responsáveis pelas crianças e adolescentes não desanimem no trabalho e tenham sempre em mente que a recompensa pelo esforço eles verão no céu”, afirma. [Equipe ASN – Priscilla Stehling]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox