Notícias Adventistas

Encontro de Pequeno Grupo de Líderes (PGL) é realizado em Pouso Alegre

No evento, líderes de pequenos grupos puderam compartilhar suas experiências marcantes

[Pouso Alegre, MG] Na última sexta-feira, 30, e no sábado, 31, o responsável pelos pequenos grupos na região Sul de Minas, pastor Eber Nunes, se reuniu com líderes e participantes de Pequenos Grupos (PG’s), na Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD), em Pouso Alegre, Minas Gerais.

O pequeno grupo de Helbert conta com mais de 30 pessoas

O pequeno grupo de Helbert conta com mais de 30 pessoas

O Pequeno Grupo de Líderes (PGL), como é chamado, existe há, mais ou menos, um ano. No encontro de sexta-feira, às 19h30, o pastor Nunes se encontrou com os 20 líderes destes pequenos grupos a fim de consolidar a visão do PGL.

Já no sábado, além dos líderes, o evento foi marcado pela presença dos 300 participantes dos PG’s onde cada grupo pôde relatar suas histórias, experiências e, com isso, compartilharem o que tem ou não dado certo, para que todos pudessem analisar o que poderia ou não ser aplicado em seu grupo.

Segundo o pastor Nunes, o entusiasmo e a motivação das pessoas foi o mais marcante. “Significou bastante ver as pessoas, do começo ao fim, animadas. Elas ficaram até o último momento. Cada pequeno grupo tinha uma história para contar. Todos ficaram felizes e empolgados com os resultados de cada grupo”, aprecia.

O programa no sábado, que começou às 17h e finalizou às 19h, trouxe um relato que deixou muitos impressionados. Trata-se da história do empresário Helbert José Freitas. Ele não é adventista, frequenta uma igreja evangélica, estuda a Bíblia e é líder de um PG, realizado toda sexta-feira, em sua casa, com mais de 30 pessoas.

Ele conheceu a IASD através da TV Novo Tempo, no canal 14 da SKY e, alguns dias depois de conhecer o canal, uma senhora levou uma revista com mensagens semelhantes a do canal. Angustiado e confuso, Freitas orou a Deus e pediu que Ele mostrasse o caminho que deveria seguir.

Quatro meses depois, ele sentiu uma aflição e a questão da guarda do sábado veio à sua mente, sem ninguém falar com ele. A partir daquele momento, Freitas soube que o sábado é o dia que Deus designou, na Bíblia, para ser guardado. E aquele sentimento ficava mais forte, com o passar dos dias, até que decidiu fechar sua loja aos sábados. Freitas, pessoalmente, dispensou seus funcionários de trabalhar neste dia. Todos ficaram preocupados, porque ele trabalhava até aos domingos. “Depois de uma hora, mais ou menos, minha família e eu sentimos uma paz muito grande, paz que dinheiro nenhum pode comprar”, emociona-se.

Atualmente, em sua empresa, Freitas fala do amor de Deus aos clientes e, juntamente com sua família e filhos passaram a guardar o sábado e começaram a frequentar a Igreja Adventista. “Hoje eu vejo algo diferente, algo que nunca havia sentido”, afirma. [Equipe ASN, Vanessa Lemes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox