Notícias Adventistas

Encontro de meninos debate sobre sexualidade, internet e religião

 

O primeiro encontro para meninos reuniu adolescentes de todo o estado. Fotos: Rosemeire FélixCampo Grande, MS… [ASN] Falar sobre sexualidade, pornografia, internet e religiosidade com os adolescentes é motivo de preocupação e até vergonha para alguns pais. Para auxiliá-los nesta tarefa, e orientar os filhos ao passarem por esta fase de descobertas foi promovido nos dias 05 a 07 de maio, o primeiro Encontro de Meninos da Igreja Adventista no Mato Grosso do Sul. Ao todo 140 meninos e adolescentes, na faixa etária entre 13 e 16 anos participaram do encontro. Os três dias passados na Chácara do Lago, próximo a Campo Grande, foram de muita atividade e aprendizado.
Julie Nunes, líder do Ministério do Adolescente para todo o estado conta que o objetivo do encontro foi motivar os adolescentes a desenvolverem-se e ter uma vida com significado. Ela explica ainda, que durante o evento os adolescentes receberam orientações sobre como ter mais comunhão com Deus, informações quanto aos perigos da pornografia, orientações sobre sexualidade e a importância de se manter puros para o casamento.

 

Davi Souza de 13 anos participou pela primeira vez de um encontro para adolescentes, para ele a liberdade que todos tiveram para expressar suas dúvidas e opiniões foi algo marcante. “Aqui nós tivemos oportunidade de fazer perguntas e saber coisas que ás vezes não temos coragem de perguntar em casa”, explicou. Davi ressaltou também que achou importante a abordagem sobre sexualidade e pornografia. “Foi muito bom terem falado destes assuntos, pois na nossa idade sofremos muita pressão dos amigos que incentivam nossa iniciação sexual, aqui pudemos entender a responsabilidade deste passo e como fazer a escolha certa”, observou.

 

O psicólogo Valter Roberto de Oliveira, um dos palestrantes do evento, conta que os garotos nesta faixa etária têm grandes lutas e precisam de orientação. Ele explica que os homens são visuais e, atualmente, ainda na infância são expostos a uma enorme quantidade de estímulo visual, de conotação sexual, através da mídia. “Durante as palestras trabalhei com eles de forma a conscientizá-los de que manterem-se puros é uma luta pessoal, que é preciso eliminar a pornografia da vida deles e, que isso só é possível buscando a Deus”.

 

Além de focalizar a sexualidade dentro dos princípios religiosos, o psicólogo destacou os prejuízos físicos e emocionais da sexualidade precoce. Segundo ele, boa parte dos problemas emocionais que surgem na adolescência como depressão, transtornos de ansiedade, instabilidade emocional, isolamento, entre outros, estão ligados à pornografia e a sexualidade precoce. Ele explica ainda, que os reflexos também podem aparecer na vida adulta. “As pesquisas mostram que muitos transtornos sexuais masculinos como ejaculação precoce, entre outros, tem sua origem na adolescência. Orientar estes meninos é também uma ação preventiva”, completou.

 

O pastor Geraldo Beulke, diretor interno do Instituto Adventista Brasil Central (IABC), também conversou com a turma e, através das palestras mostrou como o poder de Deus pode ajudar o adolescente a enfrentar os desafios desta fase. Beulke acredita que estes encontros contribuem para a construção de valores religiosos que esses meninos levarão para suas futuras famílias e, ressaltou a importância da religião e da pureza. “O adolescente só pode manter seu caminho puro observando a palavra de Deus, é uma receita antiga, mas que continua eficaz”, explicou.

 

A programação foi encerrada com uma cerimônia de Santa Ceia, quando os adolescentes tiveram a oportunidade de renovar seu compromisso com Deus. Para selar a decisão eles receberam um cartão onde colocaram sua assinatura se comprometendo a manterem-se puros para o casamento e uma resolução onde propuseram entregar a Deus todos os aspectos de suas vidas. [Equipe ASN, Rosemeire Félix]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox