Notícias Adventistas

Documento sobre fortalecimento da Escola Sabatina disponível na web

Compromisso de líderes sul-americano adventistas fortalece a importância estratégica da Escola Sabatina como forte instrumento para evangelização

Líderes sul-americanos comprometidos com a valorização da Escola Sabatina

Líderes sul-americanos comprometidos com a valorização da Escola Sabatina

Brasília, DF … [ASN] Já está disponível documento que reafirma a importância da Escola Sabatina. Sob a liderança do pastor Edison Choque, diretor sul-americano da Escola Sabatina, o documento aprovado reafirma a importância dessa escola mundial voluntária de estudo da Bíblia Sagrada. No documento, é afirmado que os pequenos grupos e as unidades de ação da Escola Sabatina deverão ser integrados como forma de resgatar o senso de comunidade e missão.

Leia na íntegra o documento:

ESCOLA SABATINA – PLANEJAMENTO DE TRABALHO 2014

Ao escrever sobre a Escola Sabatina, Ellen G. White declarou: “A obra da Escola Sabatina é importante, e todos os que se interessam na verdade devem esforçar-se por torná-la próspera… A influência que provém da Escola Sabatina deve melhorar e engrandecer a igreja”. (CSES, p. 9).

Neste ano, a Escola Sabatina completará 160 anos, desde seu inicio em Rochester e Buck`s Bridge, Nova Iorque, no ano de 1853. A partir daí, têm-se multiplicado em todo o mundo, e atualmente ultrapassa os 21 milhões de alunos espalhados em 209 países. É por meio desta grande escola que a maioria dos adventistas de todo o mundo é discipulada, fortalece a fé na Palavra de Deus, aprofunda a comunhão e prepara-se para o testemunho pessoal.

A Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia reafirma a importância da Escola Sabatina, através deste documento,

 Considerando que o compromisso da obra adventista em fazer discípulos foi historicamente organizado, a partir da Escola Sabatina, como um verdadeiro centro de formação e desenvolvimento de discípulos, e que o funcionamento acontece através das classes de Rol do Berço, Jardim da Infância, Primários, Juvenis, Adolescentes, Jovens e Adultos, proporcionando conhecimento bíblico constante, relevante e atualizado, de acordo com a faixa etária e resultando em amadurecimento espiritual e envolvimento com a missão, conforme os dons.

 Considerando que a Escola Sabatina tem sido o principal meio de educação religiosa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, esta torna-se responsável por manter a unidade doutrinária mundial, fortalecer a identidade adventista e aprofundar a experiência de comunhão, relacionamento e missão.

 Considerando que vivemos em um mundo globalizado, em constante mudança, a Escola Sabatina precisa se adequar a esta nova realidade. Portanto, deve tornar clara a razão da sua existência, dinamizar as metodologias, capacitar os professores em atividade, formando novos, para que pastoreiem e coordenem o evangelismo em sua Unidade de Ação.

 Considerando a necessidade de concentrar esforços para fazer avançar a pregação do Evangelho Eterno com maior rapidez, e considerando o potencial das Unidades de Ação e dos Pequenos Grupos, ambas as estruturas devem ser integradas, para que potencializem a missão da igreja.

Com base nas considerações expostas, a Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia reafirma seu compromisso com a Escola Sabatina. E, com o propósito de incentivar seus pastores e membros a crescerem na Palavra de Deus, a aprofundar a experiência do discipulado e a avançar no cumprimento da missão evangélica, faz as seguintes recomendações:

 

I. COMUNHÃO:

1. Chamar líderes e membros a um maior compromisso com o estudo diário da lição.

2. Estabelecer o Projeto Maná em todas as igrejas e grupos, como um incentivo ao estudo diário e aquisição da lição.

3. Desenvolver ações locais para fomentar a aquisição, o estudo diário e a aplicação da lição.

2

II. RELACIONAMENTO:

1. Ter um lugar de destaque para a Escola Sabatina em cada evento sabático, promovido em todos os níveis da igreja.

2. Fortalecer o compromisso e a participação dos pastores e líderes na programação da Escola Sabatina, evitando programações paralelas.

3. Conscientizar e capacitar os professores sobre sua função pastoral e discipuladora.

4. Buscar meios didáticos modernos, a fim de que se realize o estudo da lição em grupos, nos grandes eventos.

5. Promover o ciclo do aprendizado como método de ensino.

6. Integrar os Pequenos Grupos e as Unidades de Ação, a fim de resgatarmos o senso de comunidade, pastoreio e missão.

7. Utilizar a metodologia do protótipo, tendo em vista que os novos Pequenos Grupos nasçam integrados à Escola Sabatina.

III. MISSÃO:

1. Retomar a Escola Sabatina como o principal centro missionário de envio, através das Duplas Missionárias e das Escolas Sabatinas Filiais.

2. Estabelecer progressivamente o Ciclo do Discipulado (fases 1, 2, 3) como estratégia de apoio e desenvolvimento, inicialmente, com os novos na fé.

A igreja Adventista na Divisão Sul-Americana reconhece que a Escola Sabatina é uma das marcas de qualidade do movimento adventista e que devemos fazer todo o esforço necessário para torná-la próspera, pois a saúde da igreja depende, em grande medida, da boa saúde da Escola Sabatina.

 

COMPROMISSO

Comprometo-me a apoiar a Escola Sabatina com minha influencia, fazendo todo o esforço necessário para torná-la próspera.

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox