Notícias Adventistas

Discipulado e pequenos grupos ajudam em crescimento na China

Pr. Kuntaraf em entrevista à ASNBrasília, DF … [ASN] O discipulado e o trabalho através dos pequenos grupos são grandes responsáveis pelo crescimento adventista em países como a China. É o que afirma o pastor Jonathan Kuntaraf, diretor mundial de Ministério Pessoal da Igreja Adventista desde 2005. Em entrevista à ASN (Agência Adventista Sul-Americana de Notícias) na manhã desta quinta-feira, 24, em Brasília, Kuntaraf, 65 anos, natural da Indonésia, explicou que o fato de haver algumas restrições às igrejas cristãs na China fez com que os grupos de estudo e oração nos lares se multiplicassem e consequentemente há um maior envolvimento dos membros adventistas e de seus amigos com a missão.  Hoje em torno de 400 mil pessoas professam a fé adventista no país mais populoso do mundo e a palavra discipulado, para eles, tem um significado muito forte. É nessas reuniões realizadas não em grandes templos (apesar de haver em torno de 1.500 congregações adventistas na China) que as pessoas entendem de maneira prática o que significa ser discípulo.

Para Kuntaraf, a ênfase no discipulado a partir de 2013 no território adventista sul-americano é motivo de grande alegria para a igreja mundial. “Discipulado envolve entrega da vida a Deus, desenvolvimento pessoal e mobilização para a missão. Muitos pensam que o envolvimento com as pessoas só vai até o momento do batismo, mas essa visão é incorreta”, explica o líder com experiência de quem conhece a realidade em centenas de países no mundo. O diretor mundial de Ministério Pessoal analisa que pequenos grupos e discipulado são duas ideias totalmente conectadas e dão resultado. “Nos pequenos grupos, as pessoas são inspiradas, fortalecidas, motivadas e equipadas para serem verdadeiros discípulos”, afirma.

Escola Sabatina – Kuntaraf defende a ideia, a exemplo do que já se faz na igreja adventista sul-americana, de que a Escola Sabatina (escola voluntária mundial de ensino bíblico mantida pelos adventistas com reuniões semanais aos sábados) é o local ideal para consolidar esse conceito na mente dos membros antigos e dos que estão chegando. Para ele, os pequenos grupos e as classes de Escola Sabatina devem funcionar em plena harmonia, pois as pessoas precisam se encontrar durante a semana para louvar, orar juntas e estudar a Bíblia e não apenas uma vez por semana no sábado. Em sua concepção, as congregações adventistas devem ser centros de treinamento para a missão e discipulado. “Para mim, esse é um sonho que eu tenho como líder e pastor”, ressalta.

Sobre o projeto de discipulado adventista sul-americano, leia mais em http://www.portaladventista.org/portal/asn—portugu/6837-adventistas-enfatizarao-discipulado-cristao-em-2013- [Equipe ASN, Felipe Lemos]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox