Notícias Adventistas

Discipulado e evangelismo se unem para formar cristãos maduros

Novo manual de discipulado

Brasília, DF … [ASN] O encontro sul-americano de evangelistas da Igreja Adventista do Sétimo Dia teve, no seu primeiro dia de atividades (terça, dia 28), uma forte ênfase no discipulado. Na avaliação do pastor Everon Donato, diretor de Ministério Pessoal (responsável pela mobilização missionária adventista), mais do que batizar novos conversos é importante mantê-los como cristãos maduros.

Donato, em sua apresentação, mostrou que o crescimento do número de adventistas ocorre desde 1863 com a organização oficial da denominação. Em 2011, falando em números mundiais, a proporção é de 1 adventista para cada 399 habitantes. O maior problema, segundo o líder, é a manutenção dessas pessoas em atividade nas congregações adventistas. Para mudar esse panorama de uma grande saída de novos e antigos membros, o conceito de discipulado envolve atenção dos membros aos recém-chegados à igreja antes, durante e depois do batismo. “Queremos batizar com mais consistência e que as pessoas estejam com sua fé mais consolidada”, pediu o pastor Erton Köhler, líder sul-americano, durante uma de suas falas ao grupo de evangelistas.

Os líderes de evangelismo sul-americano receberam, inclusive, exemplares de um material impresso que será utilizado para classes de discipulado nas congregações adventistas. São lições que ajudam a situar o novo converso e motivar para o trabalho. É o instrumento encontrado para diminuir o número dos “esquenta-banco” e elevar a quantidade de discípulos. Quem usar o material vai aprender, inclusive, a detectar seus dons em uma espécie de teste para ver onde melhor pode se encaixar no serviço da igreja.

Ex-pastor protestante voltou à Igreja e tomou decisão em evento de evangelistasDecisão – Falando em batismo, uma decisão pública foi tomada durante o culto inicial do encontro dos evangelistas nessa quarta-feira, 29. O jovem Davi Luis Gonçalves da Silva e sua esposa, Rosana Mendes Gonçalves, foram batizados pelos pastores Luís Gonçalves e pelo vice-presidente adventista na América do Sul, pastor Bruno Raso. A história dos dois é interessante e ilustra um pouco da necessidade de discipulado prático. Apesar de ter se batizado quando adolescente em uma igreja adventista, abandonou e se tornou líder de outra denominação religiosa por oito anos. Coordenava um grupo de líderes e se preparava para assumir a administração de uma igreja. Foi quando teve contato com um adventista que o ajudou a retornar à igreja de sua infância. Quem discipula e discípulos estiveram juntos e mostraram evidências de que o evangelismo é mais do que um programa; tem a ver com estilo de vida. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox