Notícias Adventistas

De “Neizinho Risca Faca” a “Neizinho Convertido”

Momento do batismo de Neizinho como prova de sua conversão

Momento do batismo de Neizinho como prova de sua conversão

É do interior de Minas Gerais, estado que sediou o último evangelismo via satélite, que vêm uma das muitas histórias que inspiram e motivam líderes e membros a cumprirem a missão de transpor barreiras com a mensagem do evangelho. O personagem é Valdinei Lima da Silva que até meados de 2011 era dono da maior danceteria de Curral de Dentro e hoje é um atuante membro da Igreja Adventista na região.

Conhecido como “Neizinho risca faca”, por estar sempre munido de um revólver 32, uma faca e um porrete de ferro, ele era muito temido na região. Mas em novembro do ano passado, Neizinho aceitou publicamente a mensagem adventista, sendo batizado pelo pastor Luís Gonçalves no programa de evangelismo via satélite.

Hoje, após cerca de um ano de sua entrega completa a Deus, a comunidade de Curral de Dentro já não conhece mais o “Neizinho risca faca” e sim o “Neizinho Convertido”, como agora o chamam. “Tem sido um privilégio para mim ser pastor dele”, afirma o pastor Davi Messias. “Quando conto a história do Neizinho para outras pessoas elas se emocionam e se impressionam por ver como Deus pode atuar na vida de alguém.”

Vida Nova – Convertido à mensagem adventista, Valdinei se desfez do antigo negócio. Hoje, como servente de obras ele contribui não só com estudos bíblicos e o testemunho pessoal a familiares e amigos, mas também com recursos financeiros para a expansão do evangelho. “Parte do dinheiro da venda da danceteria ele deu para ajudar na construção de uma igreja aqui na região”, conta o pastor.

A menor quantia de dinheiro ao final do mês em nada diminuiu a alegria de Valdinei pelas escolhas que mudaram sua vida. “As vendas de bebidas alcoólicas me rendiam um lucro muito maior do que o meu atual emprego. Mas estou muito mais feliz agora. Ganho menos dinheiro, mas Deus faz com que ele se multiplique”, explica Valdinei.

Logo após seu batismo, Valdinei organizou um pequeno grupo em sua casa, composto por pessoas que ele mesmo convidou nas ruas para participar. Hoje, juntamente com outros membros de sua igreja, ele alimenta o sonho de sair às comunidades anunciando a mensagem do evangelho numa espécie de pequeno grupo itinerante. “Para isso nós já conseguimos comprar o vídeo-projetor. Agora só está faltando um microfone e boas caixas de som”, avalia.

Quando questionado sobre como foi este primeiro ano de vida nova ao lado de Cristo, ele respondeu: “Minha vida está maravilhosa. Eu vou permanecer firme na fé e testemunhando do amor de Deus enquanto eu viver”. [Equipe ASN, Priscilla Stehling]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox