Notícias Adventistas

Valdeci Júnior

Valdeci Júnior

Reavivamento e Reforma

Reavivamento e Reforma é um espaço onde o autor vai tratar de espiritualidade que leva à prática, sobre a grande necessidade que as pessoas têm de buscar a Deus e depender Dele.

Um dia para celebrar a saúde

Foto: Shutterstock

O dia 07 de abril é destaque no calendário como o Dia Mundial da Saúde. Neste dia, não comemoro somente a saúde, mas a minha própria vida! Sim, foi nessa data que vim ao mundo. Portanto, perdoe-me, mas, para mim, é impossível pensar nesta data e falar sobre ela nesta coluna de Reavivamento e Reforma sem refletir sobre mim mesmo e minha própria saúde. São “4.1” rodados, cheios de alegrias, tristezas, desafios, vitórias… como todos os seres humanos.

“Segundo a Organização Mundial da Saúde, saúde pode ser definida como ‘um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não consiste apenas na ausência de doença ou de enfermidade.’ Isso quer dizer que uma pessoa saudável não é apenas aquela que não apresenta doença, mas, sim, aquela que está bem consigo mesma e também apresenta uma boa relação com a sociedade”.[1]

E, como pastor, termino relacionando uma definição assim com a realidade vivenciada pelos cristãos que frequentam uma igreja. Somos uma igreja com cristãos saudáveis ou doentes? Se, com a maravilhosa mensagem que temos dos oito remédios naturais[2] deixados por Deus, e dos princípios encontrados em Sua Palavra[3], orientando-nos sobre como devemos viver com Deus e com os nossos semelhantes[4], ainda somos uma “igreja doente”, o que estará faltando?

Há um texto na Bíblia que mexe muito comigo. Quando Jesus está a sós com seus discípulos e eles perguntam sobre os sinais que antecederão a Sua vinda, uma das coisas abordadas por Cristo é: “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará” (Mateus 24:12).

Talvez você pense: “Pastor, o que isso tem a ver com saúde?”

Existe aí algo tão simples que, como criaturas que complicam tudo, talvez deixemos de perceber a sua essência. Por exemplo, Salomão fala que “a alma deprimida consome até dos ossos do corpo todo o vigor” (Provérbios 17:22). E o que mais faz a alma ficar deprimida? A falta de aceitação, de reconhecimento, valorização, aceitação… resumindo: a falta de amor! “O deprimido sofre pela ausência de amor.”[5] E eu não paro de encontrar pessoas com a saúde detonada porque seus relacionamentos não estão bons. A dificuldade do convívio entre cônjuges, pais e filhos, irmãos na fé, aumentou, e muito! Sabe aquelas coisas pequenas, medíocres, às quais as pessoas se apegam? Como algo do tipo: “se eu não receber tal cargo, viro a cara, fico bravo com todo o mundo, chuto o balde…” Sentimentos negativos sendo somatizados causam doenças! Tais doenças que começam na mente e afetam nosso físico[6] vão fazendo secar nossos ossos.[7]

Não foi por acaso que Jesus enfatizou em seu discurso de despedida as seguintes palavras: “Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros” (João 13:34). Jesus sabia o que estava dizendo, porque o amor cura.[8] O amor motiva. O amor é o maior e melhor ingrediente para restaurar as doenças.[9] É claro que existem exceções, mas, em essência, de que você e eu mais precisamos para ter uma boa saúde é aproveitar o curto tempo que temos nesta vida para abençoar as pessoas através do nosso abraço, do nosso sorriso, da nossa aceitação e da valorização do ser humano, seja quem for. Foi isso que Cristo fez.

Creio que, se buscarmos ler mais sobre o Senhor, ficar mais perto dEle e aprendermos a amar e ser amados, teremos a essência do caráter dEle, que é o amor! “Quanto mais nos tornamos semelhantes a Jesus, tanto mais queremos gastar nossas vidas em amor e serviço aos outros”.[10] O amor cristão fortalece os crentes e a igreja.[11] Pense nisso! Ame a todos e procure sentir o amor de Deus através das coisas maravilhosas que Ele coloca em nosso caminho. Perceba-as e tenha uma boa saúde.

Meu querido amigo, tenho pedido a Deus que você vá bem em tudo e que esteja com boa saúde, assim como está bem espiritualmente” (3João 1:2).

 

 

 

[1] Santos, Vanessa Sardinha. Mundo Educação. 07 de abril – Dia Mundial da Saúde. Disponível em: <http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-mundial-saude.htm>. Acesso em: 01 abr. 2017.

[2] “Quais são os 8 remédios naturais e para que servem?”Disponível em: <http://www.adventistas.org/pt/saude/8-remedios-naturais/>. Acesso em: 04 abr. 2017.

[3] Leia também “A Saúde no Tempo do Fim”. Disponível em: <http://noticias.adventistas.org/pt/coluna/valdeci-junior/saude-tempo-fim/>. Acesso em: 04 abr. 2017.

[4] Venden, Morris L. Como Jesus Tratava as Pessoas. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2006.

[5] Gomes, Antonio Maspoli de Araujo. Um olhar sobre depressão e religião numa perspectiva compreensiva. Revista Estudos de Religião. Universidade Metodista de São Paulo, v. 25, n. 40, 81-109, jan./jun. 2011, p. 87.

[6] White, Ellen. Mente Caráter e Personalidade, v. 2. 4ª ed. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2015, p. 59, 60, 62, 396.

[7] Com referência a Provérbios 17:22.

[8] Teodoro, Wagner Luiz Garcia. Depressão: corpo, mente e alma. Uberlândia, MG: 2010, p. 202-206.

[9] Boccalandro, Marina Pereira Rojas. O amor na relação terapêutica e no processo de cura. Revista Psic. v. 4, n. 1, jun. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2003.

[10] Marshall, Colin; Payne Tony. A Treliça e a Videira: a mentalidade de discipulado que muda tudo. São José dos Campos, SP: Editora Fiel, 2015, p. 189.

[11] Xavier, Erico Tadeu. Crescimento Numérico Adventista: estudo comparativo dos fatores de crescimento nos estados de SP, SC e BA. Blumenau, SC: Nova Letra Editora, 2016, p. 189.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox