Notícias Adventistas

Valdeci Júnior

Valdeci Júnior

Reavivamento e Reforma

Reavivamento e Reforma é um espaço onde o autor vai tratar de espiritualidade que leva à prática, sobre a grande necessidade que as pessoas têm de buscar a Deus e depender Dele.

Retidos na Fonte

O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda já está avançado. Terminou o mês de março, e eu ainda não me mexi. Aliás, quase 80% dos contribuintes que devem entregar a declaração entraram em abril ainda com essa pendência na Receita Federal do Brasil. Nós, brasileiros, temos essa mania de deixar as coisas pra última hora. Estudar pra prova, comprar o presente, passar a roupa, limpar a casa, preparar a mala, tudo apenas na véspera.

Quando será a véspera da volta do Senhor (Mateus 24:3)? Se a nossa vida de adventistas tem como o objetivo o preparo para a segunda vinda de Jesus (Mateus 24:22-44), como vamos nos preparar se não sabemos a véspera desse Seu evento, ou mesmo da nossa morte? Aí é que está. Você será digno de subir com Cristo se estiver vivendo, incondicionalmente, um cristianismo digno de exaltá-Lo. Logo, o cristão reavivado é aquele que vive cada dia tão preparado para morrer por Cristo, como se fosse o último dia de sua própria vida (Romanos 14:8). Devemos reformar a nossa vida para que ela se torne uma grande véspera da vida eterna.

O que fazer no preparo? No sistema da Receita Federal, você fornece informações confidenciais que revelam todo o seu exercício econômico ativo. Se o formulário fosse a público, sua vida ficaria vulneravelmente exposta. Mesmo assim, fornecemos todos os dados solicitados. E é claro, devemos cumprir com nosso dever (Mateus 17:24-27; 22:15-22; Romanos 13:1-8). Mas os contribuintes capricham no preenchimento da declaração do Imposto de Renda porque querem aumentar a restituição a receber ou diminuir o tributo a ser pago. E para isso tentam fazer o melhor ajuste anual possível.

Você não deveria caprichar nas suas formas religiosas de viver simplesmente para aumentar uma possível retribuição do Céu ou diminuir um suposto castigo do inferno (Efésios 2:9; Mateus 19:16-22). Afinal, o oferecimento da salvação não é algo imposto (Romanos 3:24). E não há nenhuma ação humana que possa ser deduzida no acerto de contas com Deus (Romanos 11:6). Portanto, se caprichamos tanto no aplicativo do leão que nos rende algo tão efêmero e pequeno, porque não somos muito mais diligentes quanto à nossa vida devocional?

O que Deus tem a nos oferecer é diametralmente oposto ao que nos configura neste mundo (Isaías 55:8-9). Enquanto você estiver vivo, direta ou indiretamente, pagará impostos. Mas para se manter, além de vivo, reavivado, você precisa de um ajuste que provêm de outra fonte pagadora. Sua conta devedora é tão impagável, de forma a restar somente a condenação (Romanos 6:23). Mas Jesus se apresenta como alguém que se dispõe a deixá-lo isento de qualquer débito (Mateus 18:23-35; João 8:36). Porque Ele já pagou o preço da vida eterna para você (João 3:16; Colossenses 2:13-14).

Portanto, reforme a sua maneira de enxergar as coisas, e entenda que, com Deus, não há possibilidade de barganha (Atos 8:18-24; Jeremias 2:22). E é aqui que entra o diferencial do cristianismo, denominado “Graça” (Efésios 2:8). Pela fé, apresente sua própria vida, sem nenhuma restrição, a este Leão da tribo de Judá (Apocalipse 5:5). Confie todo o seu íntimo totalmente a Ele. E Ele lhe dará a melhor condição de vida com a qual você jamais sequer pôde sonhar (1Coríntios 2:9). Não deixe tal tesouro retido na Fonte!

Como fazer isso? Vá, você mesmo à Fonte, que é Jesus (João 4:10-14; 7:37-38), e conecte-se de forma total e vitalícia (João 15). Torne-se um expert, tendo o hábito diário de ler o Seu tutorial, que é a Bíblia (2Timóteo 2:15). Deixe a comunicação sempre correr da melhor maneira possível, alimentando o costume de orar sempre e bastante (1Tessalonissenses 5:17). Só será possível vivermos o reavivamento e a reforma de forma plena, se nos mantivermos retidos na Fonte.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox