Notícias Adventistas

Valdeci Júnior

Valdeci Júnior

Reavivamento e Reforma

Reavivamento e Reforma é um espaço onde o autor vai tratar de espiritualidade que leva à prática, sobre a grande necessidade que as pessoas têm de buscar a Deus e depender Dele.

Reformados por Sua Palavra

 

O Pregador

Foto: O Pregador

No último final de semana, viajei até uma renomada instituição de ensino a fim fazer algumas palestras sobre o projeto Reavivados Por Sua Palavra (#rpsp) para um grupo seleto. Dizer a evangelistas que lessem a Bíblia seria, aparentemente, redundar no óbvio. Mesmo assim, sentia-me motivado na conversa daquele auditório porque sabia que, assim como eu, cada um deles se confronta com a maior de todas as tentações que um cristão ativo pode enfrentar, que é a de não praticar sua devoção pessoal. Onde os disfarces são dispensáveis, ao me encontrar com aquelas pessoas com as quais compartilho algumas experiências em comum, pude pensar em três coisas sobre o #rpsp.

O que o #rpsp não é

Para escrever este texto, estou com várias bíblias, comentários bíblicos e livros devocionais abertos em minha mesa sendo estudados por mim por várias horas. Mas isso é trabalho. Servir ao Senhor pode até ser uma forma de adorá-Lo, mas não é o mesmo que ter o momento de comunhão com Ele. Podemos ser diligentes, rápidos e enérgicos em nos ocuparmos tanto com a obra do Senhor a ponto de não apreciarmos a companhia do Senhor da obra.[1] Nos evangelhos, por três vezes nos encontramos com Marta na correria.[2] Como obreira ativa, ela tinha alegria em servir ao Senhor. Leia Lucas 10:38-42. “Marta era diligente, rápida e enérgica, mas faltava a ela o espírito calmo e devocional de sua irmã Maria”.[3] Se você lê a Bíblia porque dizem que você tem que fazê-lo, ou se o seu estudo bíblico pessoal é o cumprimento de um requisito de disciplina espiritual porque você tem isso como uma obrigação por ser um cristão, saiba que isso não é o que nos tornará reavivados pela Palavra.

O que o #rpsp é

Antes de vir para o escritório e abrir a Bíblia para, a partir do estudo dela, escrever comentários, extrair sermões, produzir mídias ou outro material pastoral, abro-a no meu quarto com uma outra postura: a de adorador, porque antes de ser um profissional, sou uma pessoa. É no momento da minha devoção pessoal que a Palavra de Deus melhor me alimenta. Sua motivação para realizar a comunhão com Deus deve ser o amor por Ele e a alegria em relacionar-se com Ele.[4] Nada mais! Apesar de que haveria muito o que fazer em servir o Mestre, Maria entendia que a melhor parte (Lucas 10:42) é sentar-se aos pés dEle.[5] Estudar as Escrituras pelo entusiasmo de, através delas, estar ouvindo a voz de um Pai de amor, é permitir ao nosso ser a retomada do fôlego da vida espiritual.

O que o #rpsp faz

Antes de ser um missionário, você deve ser um cristão. Comunhão, Relacionamento e Missão são fatores que estão numa ordem que não pode ser trocada sem que o resultado final fique comprometido. Uma comunhão sadia leva à uma missão espontânea. Se feito pela alegria da comunhão, e não por tradição ou pela obrigação religiosa, o Reavivados Por Sua Palavra pode ser uma experiência que leva à reforma na qual o cristão passa a ser ativo na Missão. Não participemos de um projeto por qualquer outro motivo senão aquele de termos uma amizade autêntica com Jesus. E se assim o fizermos, estaremos Reformados Por Sua Palavra![6]

Veja o vídeo completo do colunista:


[1] http://www.nasaladopastor.com/2011/11/hebreus-718-19.html

[2] 1) Lucas 10:38-42; 2) João 11:1-2 e 20-40; 3) João 12:1-8.

[3] Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, Volume 5, página 866. Ver também: Ellen White, O Desejado de Todas as Nações, página 525.

[4] Francis Chan e Mark Beuving, Multiplique: discípulos que fazem discípulos, página 65.

[5] Robert Thomas e Stanley Gundry, Harmonia dos Evangelhos, páginas 111-112.

[6] Ellen White, Reavivamento Verdadeiro, páginas 13-16.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox