Notícias Adventistas

Valdeci Júnior

Valdeci Júnior

Reavivamento e Reforma

Reavivamento e Reforma é um espaço onde o autor vai tratar de espiritualidade que leva à prática, sobre a grande necessidade que as pessoas têm de buscar a Deus e depender Dele.

Olimpíadas cristãs

professor-tocha-olimpica-condutorEstamos há menos de 80 dias do maior evento esportivo do mundo, que acontece a cada quatro anos. Não é mais admissível que qualquer atleta perca tempo sem seus treinos. Na maior rádio de notícias do meu estado, ouvi um grande preparador físico dar uma entrevista onde enfatizou a repetição de uma frase “movimento é vida; a vida é movimento”. Do assunto olimpíadas, ele passou a aplicar o apelo a que todos tenhamos o hábito de praticar atividades físicas. Neste ano, o estagnado Brasil recebe um pouco de “brilho nos olhos” ao empunhar o andamento da tocha olímpica. E a longevidade de cada um de nós, comprometida também com o nosso grau de sedentarismo, pode ser melhorada pela decisão de se mexer.

Leia também:

Quando falamos em “re”-avivamento estamos pressupondo um anterior estado de perda de vida. E quando perdemos vida? No videogame, quando paramos de jogar, perdemos vida. Em uma sociedade, quando paramos de trabalhar, isso também acontece. Tanto as batalhas quanto o atletismo ilustram a vida real assim: deixar de correr é pedir pra morrer. Quando tentamos colocar o que é vivo em estado estático, perdemos vida. Assim como fazer exercícios físicos ou não ajuda a determinar a quantidade da nossa vida biológica, a nossa vitalidade espiritual também é totalmente dependente de movimento.

As denominações cristãs comparadas à Igreja Adventista do Sétimo Dia diminuem seu tamanho a cada ano. Na contramão dessa tendência, a Igreja Adventista deve seu vigor de crescimento[1], também, à sua incisiva dinâmica de atividades e serviços missionais e missionários. Sabemos que a indicação ascendente[2] ou decrescente[3] do gráfico de uma igreja pode ter sua dependência fortemente ligada ao nível de sua própria dedicação ao evangelismo. Mas isso não ocorre somente no coletivo denominacional ou congregacional, pois “a igreja é você. Espiritualmente também, você é um organismo vivo. E nenhum organismo vivo permanece estático em relação ao seu desenvolvimento. Isto é um fenômeno do qual não podemos escapar! Ou a sua vida espiritual está crescendo, ou está se atrofiando”.[4]

Quer ser um reavivado? Não é parado, sem fazer nada, de mãos abertas, esperando alguma coisa cair do Céu, que você vai ter a sua vitalidade espiritual aumentada!

Para ser um reavivado, em primeiro lugar, é preciso ter fé (João 3:16). Uma das formas de ter fé é a comunhão diária através do estudo da Bíblia (Romanos 10:17), porque a palavra de Deus é vida (João 6:63), e da prece, que é “o mais santo exercício da alma”.[5] A oração “coloca a pessoa em contato imediato com a Fonte da vida e fortalece os nervos e músculos da experiência religiosa. Se o exercício da oração for desprezado ou ela for feita ocasionalmente, quando parecer conveniente, você perderá a firmeza em Deus. As faculdades espirituais perdem a vitalidade, a experiência religiosa não tem saúde e vigor”.[6] A devoção pessoal não é uma teoria, mas, sim, um exercício de alongamento e aquecimento.

O resultado de quem ORA é AÇÃO! O outro ingrediente necessário ao reavivamento são as obras (Tiago 2:17 e 24). A participação na evangelização “conduz ao reavivamento. O ato de testemunhar é um dos meios utilizados por Deus para reanimar um coração espiritualmente indiferente”.[7] “Nenhum cristão permanece estático no tamanho da sua fé e em seu grau de desenvolvimento. Ou você está tendo atividades missionárias com as quais, intencionalmente, está conquistando pessoas para Cristo, trazendo-as para serem membros ativos e regulares desta igreja, ou você está caminhando rumo à sua própria ruína. Só existem duas opções: ou você é um intencional missionário, ou você está espiritualmente morto. E eu já conheci muitos defuntos ambulantes, belamente encapados”.[8] Mas você pode “ser um cristão nascido de novo” praticando as “boas obras, fruto da fé”.[9] “Vocês sabem que numa corrida, embora todos os corredores tomem parte, somente um ganha o prêmio. Portanto, corram de tal maneira que ganhem o prêmio” (1Coríntios 9:24), visto que tão pouco tempo nos resta.

[1] MacDonald, G. Jeffrey. Adventists’ back-to-basics faith is fastest growing U.S. church, http://usatoday30.usatoday.com/news/religion/2011-03-18-Adventists_17_ST_N.htm#

[2] Silva Jr., Valdeci. “Prodígio Biogênico” http://noticias.adventistas.org/pt/coluna/valdeci-junior/prodigio-biogenico/

[3] Silva Jr., Valdeci. “Esse Defunto Sou Eu?” http://noticias.adventistas.org/pt/coluna/valdeci-junior/esse-defunto-sou-eu/

[4] Silva Jr., Valdeci. “Os Nossos Compromissos” http://www.nasaladopastor.com/2013/01/os-nossos-compromissos.html

[5] White, Ellen. Testemunhos Seletos, volume 2, página 61.

[6] White, Ellen. Mensagens aos Jovens, páginas 250 e 251.

[7] Finley, Mark A. Reavívanos Otra Vez, página 96.

[8] Silva Jr., Valdeci. “Os Nossos Compromissos” http://www.nasaladopastor.com/2013/01/os-nossos-compromissos.html

[9] White, Ellen. Reavivamento Verdadeiro, páginas 24-30.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox