Notícias Adventistas

Rafael Rossi

Rafael Rossi

Em dia com o nosso tempo

Os fatos diários lidos a partir de um olhar teológico.

Perdoe e liberte-se

A notícia que li pela manhã faz parte do canal das fofocas e sem muita relevância, mas me serviu de mote para escrever essa coluna. Uma apresentadora de TV foi a um programa de um colega de emissora e agiu friamente, tudo porque ele mostrou algumas fotos antigas da apresentadora nua.

Viver sentindo-se culpado ou magoado é um dos maiores dramas de toda a humanidade. É como viver com um peso amarrado no pescoço que incomoda o tempo todo. Há pessoas que estão atormentadas e não sabem como se libertar. Lidar bem com o perdão é uma necessidade para os seres humanos. Mas é difícil! Parece que muitas feridas abertas resistem a cicatrização.

Há uma saída para esse problema. Existem três chaves que eu encontrei na Bíblia que me ajudam a viver uma vida livre de culpas e sem remorsos.

1ª chave: Solte-se do seu rancor e perdoe. Na oração do Pai Nosso (Mateus 6:9-13), Jesus diz que eu serei perdoado assim como eu perdoo (verso 12). Portanto, a norma de vida é perdoe. Não importa o que lhe fizeram, perdoe. Jesus mesmo mostrou o exemplo quando pediu ao Pai que perdoasse os que estavam o condenando e matando.

Em Efésios 4:31-32, Paulo nos convida a deixar “longe de vós toda amargura, e cólera, e ira…”. Oferecer o perdão é o caminho bíblico, mesmo que você seja a parte ofendida, o conselho bíblico é ir até a parte ofensora e se reconciliar. Mas não faz sentido para a nossa natureza humana pecadora, mas faz sentido com a ótica do Senhor!

Todo ciclo de ódio deve ser quebrado por atos de amor. Quem não soluciona o problema, agrava mais o problema. Todos somos feridos e também ferimos – às vezes sem saber. Lembre-se que você jamais olhou nos olhos de uma pessoa que não era importante para Deus. E isso vale até quando se olha no espelho. Quando entendermos isso na prática, começamos a tratar as pessoas de um modo diferente.

2ª chave: Liberte-se da consciência culpada – Deus não minimiza o pecado, Ele perdoa. E muitas vezes ficamos ligados com o sentimento de culpa de algo que aconteceu no passado. Como me libertar disso?

Existem duas maneiras de lidarmos com a culpa: (1) Fugir: essa foi a maneira na qual Judas recorreu. Martirizou-se, uma autocondenação; ou (2) Confessar a Deus: essa foi a saída usada por Pedro, pois contou tudo para Deus. Depois de ter negado Jesus, encontrou-se com Ele e confessou que o amava. Confessou de seu arrependimento, buscou o perdão.

A consciência culpada sempre fica difusa e que somente encontrará alívio no confessar. Confesse o que fez de errado no passado. Se for para com Deus, confesse. Se for para alguém procure essa pessoa e confesse.

3ª chave: Abandone o lamento e adore a Deus. O sofrimento é um companheiro inevitável. Todos nós passamos por perdas, ao nascer perdemos o calor do útero materno, o cordão umbilical que nos alimenta e entramos em uma nova jornada. É a primeira perda que passamos. Mais cedo ou mais tarde enfrentamos outras perdas.

Entenda que não é errado se lamentar: bem-aventurado os que choram…” (Mateus 5:4). O que é errado é se lastimar. Quando nos lastima nós nos isolamos (acabo erguendo muros ao meu redor) e, ao invés de erguer pontes, armo barreiras.

Em II Samuel 12, é narrado um evento de Davi que naquela ocasião tinha tempo demais e disciplina de menos. Bate Seba tomava banho. Uma batida na porta de sua casa e mudou assim todo o futuro dela, bem como o futuro do rei. Ela engravidou de Davi enquanto seu marido estava na guerra. O rei manda tirar o seu marido de circulação para que tal situação não complicasse mais ainda a vida dele. Urias morre e Bate Seba se torna esposa do rei. A criança nasce, adoece e morre, mesmo com o jejum do rei Davi.

Como Davi lidou com essa culpa? Em 2 Samuel 12:20, a Bíblia nos diz que Davi se levantou depois que a criança morreu, tomou banho, abandonou os panos de saco e entrou no santuário e adorou a Deus.

Meu conselho nesse final de ano? Pare de lastimar e adore a Deus! Abandone seu rancor, adore a Deus. A melhor terapia para um coração quebrado é o diálogo sincero com Deus, ações positivas e a prática do evangelho.

 

“Crede no Senhor vosso Deus e estareis seguros…” 2 Crônicas 20:20.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox