Notícias Adventistas

Rafael Rossi

Rafael Rossi

Em dia com o nosso tempo

Os fatos diários lidos a partir de um olhar teológico.

Casamento e Homossexualidade

O Território da Capital Australiana, que inclui a cidade de Canberra, legalizou na terça-feira (22 de outubro) o casamento entre pessoas do mesmo sexo. As uniões civis entre pessoas do mesmo sexo são autorizadas na maioria dos estados australianos, mas o casamento continua sendo administrado por uma legislação federal que impede a oficialização entre homossexuais.

O novo texto aprovado pela Assembleia Legislativa do Território da Capital Australiana (Australian Capital Territory, ACT) em Canberra agora permitirá os casamentos entre casais de gays ou lésbicas até o fim do ano, anunciou a chefe de Governo da jurisdição, Katy Gallagher.

A Austrália é o décimo quarto país do mundo a autorizar o casamento entre homossexuais e as discussões com respeito a esse tema crescem cada vez mais. Alguns pontos precisam ser esclarecidos e que, à luz da Bíblia, considero fundamentais:

Como cristãos é proibido discriminar. Todas as pessoas, independente de credo, cor, sexo ou idade, podem frequentar livremente as reuniões de qualquer uma das congregações adventistas ao redor do mundo. Para exercer funções de liderança, condução de liturgias ou cultos adventistas, ser membro registrado ou obter qualquer ordenação ao ministério adventista, no entanto, é necessário que as pessoas estejam de acordo com as normas e regulamentos da Igreja Adventista do Sétimo Dia que estão baseadas na Bíblia Sagrada.  Não temos um tratamento diferenciado para pessoas homossexuais em nossas congregações. Procuramos tratá-las com o mesmo amor e cordialidade com que tratamos todas as demais pessoas. Temos, em nosso corpo de membros, psicólogos, terapeutas e outros profissionais que podem ajudar de uma forma diferenciada quem, porventura, deseja conversar sobre sua sexualidade. Os adventistas mantêm sua forma de pensar e agir, mas estão de portas abertas.

Torna-se perigoso quando a homossexualidade é usada como uma ideologia sexista para se propagar por todo o mundo, querendo fazer a cabeça dos outros para seguirem e quem se opor a essa ideologia torna-se um alvo a ser perseguido do jeito que os militantes repudiam a perseguição contra eles. A homossexualidade não é o ideal de Deus para a vida humana. Por isso, é contrário ao pensamento bíblico fazer apologia de uma condição que não foi estipulada por Deus no inicio da criação do mundo e nem mesmo autorizada pela Bíblia.

O que fazer com os desejos de uma união homossexual? Mais do que entrar na discussão se é comportamental ou genética a condição, diante dos princípios do reino aquele que quer seguir a Bíblia deve se fazer casto por amor do evangelho.

Homossexualidade e os princípios bíblicos são incompatíveis. Toda a pessoa que busca apoio e auxílio na Igreja Adventista do Sétimo Dia é bem acolhida. Deixamos claro a todos os que nos procuram que orientamos aos membros que sigam fielmente os preceitos bíblicos e que confiem em Deus para uma mudança de vida espiritualmente. Acreditamos que Deus é quem converte as pessoas e que pode efetuar uma mudança significativa, mas esta decisão é individual.

Com relação ao casamento homossexual, não estimulamos e nem aprovamos, mas não buscamos qualquer recurso jurídico junto às autoridades governamentais para impedir que leis específicas para estes grupos sejam criadas. Tampouco, por outro lado, fazemos movimentos para que estas leis existam.

Diante disso tudo, o conselho bíblico para a nossa segurança neste tempo é o de 2 Crônicas 20:20: “Crede no Senhor vosso Deus e estareis seguros”.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox