Notícias Adventistas

Paulo Lopes

Paulo Lopes

Quem é o teu próximo?

O terceiro setor e a solidariedade.

Causas sociais mais apoiadas no Brasil

Você conhece e apoia alguma causa social? Se sim, qual a sua motivação para apoiar? Desde a defesa dos animais, passando pela erradicação da pobreza e a defesa do meio ambiente, existe um número muito grande de causas sociais. Elas existem como resultado da necessidade de engajamento das pessoas no mundo em que vivemos, principalmente em temas que nos interessam de perto ou que falam mais ao nosso coração.

Este engajamento se dá principalmente em forma de doações em dinheiro ou em materiais dirigidos a uma causa específica, ou ainda em forma de serviço voluntário dedicado a esta mesma causa. No Brasil percebe-se um paradoxo interessante, pois ao mesmo tempo em que o brasileiro é conhecido como um povo cordial, amigo e solidário, por outro lado, não temos ainda uma cultura voltada para a doação e para o voluntariado, como acontece por exemplo em países da Europa, nos Estados Unidos e na Austrália.

Este fato é comprovado pela pesquisa Retrato da Doação no Brasil, do Idis (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social) e da Ipsos Public Affairs. A conclusão deste estudo é que o hábito de doar, seja recursos ou tempo, não faz parte da nossa cultura. Entretanto, quando o brasileiro doa, sua preferência está nesta ordem: 30% para pedintes, 30% para igrejas e somente14% para organizações da sociedade civil. Uma explicação para esta tendência está na percepção que muitos têm de que o governo está resolvendo os problemas sociais através das políticas de transferência de renda, como o Bolsa Família por exemplo.

Uma das constatações interessantes do estudo é sobre as causas que mais inspiram os brasileiros a doar. Doações para projetos que apoiam crianças está em primeiro lugar na preferência com 33%, seguidos de idosos (18%), saúde (17%) e educação (7%). Perguntados sobre os motivos para não doarem, 58% responderam que não tem dinheiro, 18% responderam que não doam porque ninguém pede e 12% disseram que não confiam nas organizações. É interessante notar que das pessoas que responderam à pesquisa, 85% afirmaram não ter recebido nenhum pedido de doações de qualquer organização nos últimos 12 meses. Fica portanto evidente que falta também a “cultura de pedir” no Brasil.

Creio que o que leva as pessoas a apoiarem mais as causas voltadas para as crianças é o fato de elas representarem o futuro e que de certa forma, o destino do país e do mundo dependerá em grande parte delas. Em relação aos idosos, eles merecem nosso respeito pelo que já fizeram e pelo legado que deixaram, e até certo ponto, porque reconhecemos que todos seremos idosos no futuro e que também precisaremos de cuidados.

Finalmente, outros estudos têm demonstrado que no Brasil as pessoas preferem doar tempo ou recursos para pessoas e instituições próximas delas, pois isto lhes dá a sensação de que estão ajudando a sua comunidade, de que o dinheiro será bem utilizado e que elas podem acompanhar de perto os resultados. Um dos aspectos que mais influencia as pessoas a apoiarem uma causa social está na identificação que ela tem com os projetos da organização, pois como disse no princípio, nos engajamos em causas com as quais nos identificamos e com as que falam mais de perto ao nosso coração.

E você, com que causa se identifica? Sugiro que você busque uma causa social com a qual se identifique e que fale bem perto ao seu coração. Doe parte de seu tempo, talentos e recursos para esta causa. Eu já tenho a minha e posso garantir que vale a pena se engajar.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox