Notícias Adventistas

Paulo Coelho

Paulo Coelho

Finanças em dia

Dicas, orientações e conselhos sobre como manter as contas pessoais em dia levando em conta a Bíblia.

Reforma da Previdência

Foto: Poder360

Nos últimos meses, o governo brasileiro está empenhado para aprovar a Reforma da Previdência. Essa reforma, se for aprovada, afetará diretamente o trabalhador, pois este passará de 35 anos de contribuição ao INSS para 65 anos de idade e 40 anos de contribuição ao INSS. Existirá uma regra de transição:

Ano Mulher/Homem
2018 53/55
2020 54/56
2022 55/57
2024 56/58
2026 57/59
2028 58/60
2030 59/61
2032 60/62
2034 61/63
2036 62/64
2038 62/65

Para ficar didático, vamos dar um exemplo: Um trabalhador começou a contribuir para o INSS em 1996 com 20 anos de idade. Pela regra atual, em 2031 ele teria 35 anos de contribuição e 55 anos de idade, podendo se habilitar a receber a aposentadoria. Pela regra proposta, se aprovada, para se aposentar em 2031 o trabalhador deverá ter 61 anos de idade, ou seja, não estará habilitado a receber a aposentadoria por não ter a idade correspondente.  Neste exemplo, ele deverá trabalhar mais seis anos para alcançar os 61 anos de idade, o que acontecerá no ano de 2037.

Em 2037, esse trabalhador terá 61 anos de idade, porém a regra de transição diz que, naquele ano, para receber a aposentadoria o trabalhador deveria ter 64 anos de idade, portanto desta forma ele não poderá se habilitar a receber a aposentadoria. A partir de 2038, todos os trabalhadores homens, para receber a aposentadoria, deverão ter 65 anos de idade. Fechando o raciocínio do exemplo, o trabalhador que poderia estar aposentado em 2031 pela regra atual, poderá pela regra proposta estar aposentado em 2041 quando estiver com 65 anos de idade. São 10 anos a mais de trabalho e contribuição.

Uma vez que a regra proposta posterga ou adia o recebimento da aposentadoria é interessante ter o INSS como a única fonte de aposentadoria? O que posso fazer por mim, para não estar a mercê de constantes mudanças? O caminho parece apontar para o desenvolvimento da consciência financeira. Para tanto, precisamos entender que nascemos, crescemos, estudamos, trabalhamos, casamos, procriamos, envelhecemos e morremos. Este é o ciclo da vida, que somente será alterado com a vinda de Cristo como afirma a Bíblia em diversos momentos, como Mateus 24:30; João 14:3; Atos 1:11; I Tessalonicenses 4:15. Portanto, precisamos nos preparar para cada fase da vida sabendo que as três primeiras são responsabilidades dos pais e as cinco últimas recairão sobre nós.

Quanto antes começar, mais fácil será acumular recursos para a aposentadoria. Existem várias formas de planejamento para a aposentadoria, uma delas é a regra 1 – 3 – 6 – 9 que consiste na ideia de que a reserva deve ser proporcional à idade do poupador.

Exemplo:

Idade Regra Salário Reserva financeira
35 1 3.000,00 39.000,00
45 3 3.000,00 117.000,00
55 6 3.000,00 234.000,00
65 9 3.000,00 351.000,00

 

Pelos cálculos matemáticos, os R$ 351.000,00 garantirão uma receita mensal de 80% do salário por 26 anos considerando juros reais de 3% ao ano. Dentro deste conceito cada um, a partir de sua idade atual e a idade em que deseja aposentar, saberá se precisa fazer menos ou mais esforço para poupar criando a reserva financeira ideal para seus planos.

Mantenha as finanças em dia e aproveite todas as fases da vida.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox