Notícias Adventistas

Paulo Coelho

Paulo Coelho

Finanças em dia

Dicas, orientações e conselhos sobre como manter as contas pessoais em dia levando em conta a Bíblia.

Black Friday: Pare e compare

Pesquisa de preços é fundamental na hora de adquirir um produto (Foto: Shutterstock)

Para aumentar as vendas, o comércio utiliza o marketing para criar uma necessidade ou uma oportunidade psicológica para que o consumidor adquira um produto. Essa estratégia funciona, pois existe um crescimento real das vendas de varejo, assim como um aumento das dívidas na família.

Há menos de 10 anos, o mês de novembro era tido pelo brasileiro como um mês de planejamento para as despesas de fim de ano, como o Natal, festas de Ano Novo, férias, matrículas escolares, etc. Então surgiu nos Estados Unidos a Black Friday, dia em que se promete grandes promoções.

Leia também:

De lá, a data ganhou o mundo e levou vários países a adotá-la, criando a ideia de que estamos economizando ou ganhando dinheiro através da compra dos produtos ofertados. Será que esta ocasião é realmente uma oportunidade ou apenas mais uma armadilha para contrair dívidas?

Alguns pontos devem ser observados. Existe a real necessidade de adquirir o produto ofertado? Se houver, compre, mas não entre em dívida. Compre à vista. O valor ofertado realmente está com desconto? Ultimamente, muitos consumidores verificaram que alguns estabelecimentos elevam os preços de seus produtos uma semana ou alguns dias antes da Black Friday, e então no dia esperado, baixam os preços afirmando ser uma promoção. Se existe necessidade da compra do produto, comece a pesquisa de preços com antecedência e então compare com o ofertado no dia da Black Friday.

Há necessidade? O preço do produto realmente foi reduzido? Você planejou o quanto poderá gastar? Então siga em frente, mas não seja descuidado com as despesas que ocorrem no final de ano e também no início dele, como os impostos de IPTU e IPVA. Planejar é a solução para não entrar nessa armadilha.

Pés no chão

Uma vez que a decisão pela compra de um produto foi planejada dentro da capacidade financeira pessoal ou familiar, surge outra questão: de quem comprar? Pesquise os valores entre empresas concorrentes e, caso decida pela compra online, lembre-se de que, normalmente em grandes eventos promocionais, aparecem sites falsos para ludibriar os compradores.

Por isso opte por sites de sua confiança. Escolha empresas que tenham lojas físicas, endereço, telefone, serviço de atendimento ao consumidor (SAC), pois se acontecer alguma avaria na compra ou desistência da mesma, você terá contatos para cancelar ou trocar o produto. Desconfie de sites que vendem apenas por depósito ou boleto, uma vez que a solicitação do estorno deste tipo de pagamento é muito mais difícil.

Outro detalhe a ser considerado é o tempo de entrega do produto. Caso a intenção da compra seja presentear alguém, esteja atento ao prazo antes de fechar negócio. Verifique se a pessoa presenteada terá condição para trocar o produto, caso haja necessidade.

Ao entendermos as necessidades reais e as criadas, teremos condições de tomar a melhor decisão sem que estejamos condicionados a datas especificas. Nunca seja apressado ao verificar os detalhes da compra. Leia todas as informações disponíveis sobre o produto e a empresa para fazer um negócio seguro e que lhe traga satisfação.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox