Notícias Adventistas

Paulo Coelho

Paulo Coelho

Finanças em dia

Dicas, orientações e conselhos sobre como manter as contas pessoais em dia levando em conta a Bíblia.

Bitcoin, devo investir?

Foto: Shutterstock

Ultimamente, nas palestras que dou, várias pessoas têm perguntado sobre investir ou não em Bitcoin. A primeira regra do investidor é: conheça seu investimento. Portanto, vamos investir algum tempo para sabermos mais sobre o Bitcoin e então poderemos concluir sobre se é interessante ou não investir nesta moeda.

Bitcoin é uma moeda, assim como o real, dólar, euro, etc. Enquanto as moedas tradicionais são papel moeda, emitida por um país, o Bitcoin é uma moeda virtual sem um banco central que a regule. Foi criada em 2009, tem a pretensão de eliminar os intermediários e vir a ser a moeda no e-commerce.

A ideia de uma moeda virtual global cria uma expectativa futura, promissora para muitos que veem neste modelo uma forma fácil de transferir valores e efetuar compras num mundo cada vez mais globalizado e digital. Chegam até a cogitar que esta será a nova moeda mundial. Outra motivação para investir nesta moeda virtual é a valorização ou variação cambial. No começo deste ano 1 Bitcoin poderia ser negociado por U$ 950,00 Dólares americanos, hoje está sendo comercializado por U$ 3.639,22.

Além de analisarmos as expectativas futuras precisamos conhecer os caminhos de entrada e de saída do investimento. Você pode adquirir Bitcoins de três formas. A primeira delas é comprando, ou seja, trocando o papel moeda pela moeda virtual. Outra maneira é por meio da venda de algum bem ou serviço e recebe, assim, a remuneração em Bitcoin. Outra maneira é sendo um minerado, palavra que expressa a atividade de receber Bitcoins como prêmio por resolver algoritmo matemático das operações lançados na rede. Para melhor compreensão deste item leia esse material. Este processo não está muito claro, pois precisa-se de computadores de alta performance para mineirar. Agora que sabemos como entrar neste sistema, precisamos ver como sair. Para sair, há duas formas. Encontrando alguém que queira comprar os seus Bitcoins ou encontrando alguma loja que aceite os Bitcoins como forma de pagamento pelo objeto a adquirir.

Quando comparamos investimento com investimento, precisamos verificar a valorização, a tendência futura, o risco, a segurança, entre outras.

Como o Bitcoin não tem uma agência reguladora, se algum dia o sistema parar de funcionar o investidor não terá onde ou a quem recorrer. Se a moeda virtual não for capaz de substituir a moeda tradicional, ou seja, o mercado de varejo não aceitá-la, o investidor não terá o sucesso no investimento.

Pense nisto, invista com segurança e mantenha sua finanças em dia.

Provérbios 16:3 Peça a Deus que abençoe os seus planos, e eles darão certo.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox