Notícias Adventistas

Márcia Ebinger

Márcia Ebinger

Desafios em Família

Os dilemas da família moderna e como superá-los.

Tire tempo para ouvir a voz dEle

O despertador dispara… você desliga e pensa “vou ficar na cama só mais uns cinco minutinhos…”. Vira para o lado e, algum tempo depois, olha novamente para o relógio e percebe que não se passaram apenas cinco minutinhos, já se foram trinta! Você dá um pulo da cama e começa seu dia já correndo. Corre para o banheiro, escova os dentes, se troca voando, corre para a cozinha, pega algumas bolachas e põe na bolsa ou na pasta, chama as crianças, apressa todo mundo e, quando mal percebem já estão dentro do carro seguindo para as atividades do dia.

Deixa os filhos na escola. Pega trânsito, come as bolachas pelo caminho e vai pensando naqueles milhões de coisas que estão esperando por você no escritório. Enfim, chega, dá um rápido bom dia para os colegas e já mergulha de cabeça nas mil e uma atividades que tem para resolver. O telefone toca, as mensagens não param de chegar pelas redes sociais, os colegas pedem favores, o chefe pede aquele relatório, algumas coisas dão errado, outras dão certo e, quando seu estômago já está “lá nas costas”, chega a hora do almoço.

Comer rapidinho é sua especialidade, afinal, nessa uma hora de intervalo é preciso também resolver alguns assuntos externos. Engole a comida, fala alguma coisa banal com quem está ao seu lado e novamente “pé na rua” em busca de solução para algumas pendências. Com cinco minutos de atraso está de volta ao batente!

Durante a tarde a rotina é a mesma, telefone, redes sociais, colegas e chefe. Parece que no período da tarde as horas demoram um pouco mais a passar, afinal, você já está pensando nas atividades que vai realizar quando sair do escritório. Às seis da tarde você corre, pega o carro, pega as crianças que haviam ficado na casa de um amigo, deixa os pequenos em casa, vai até o supermercado, passa na farmácia, compra uns energéticos, comenta com o farmacêutico sobre a correria da vida e, juntos, chegam à seguinte conclusão, “é, a vida é assim mesmo, é igual pra todos”.

Segue pra casa, come alguma coisa, conversa durante uns dez minutos com a família e segue para o seu relax, afinal, ninguém é de ferro e todo mundo merece ter o seu próprio tempo livre. Navega algumas “horas” na Internet, vê que já está tarde e que nem sequer tomou um banho. Bom, ainda dá tempo, corre, toma um banho, dá um beijo em cada filho, cada um no seu próprio quarto, com seus próprios eletrônicos e em seguida desmorona na cama. Quase pega no sono quando se lembra de algo…
Será que finalmente você vai se lembrar de Deus? Estou feliz, pois acho que você se lembrou dEle. Acredito que agora você vai levantar da cama e ouvir um pouco a voz do Pai Celestial que nunca se esquece de você. Estou animada, afinal, acho que agora você vai ler a Sua Palavra, vai tirar um tempo para estar com o Senhor. Acredito que você se lembrou de que precisa orar a Ele, entregar sua família nas mãos poderosas de Deus, conversar com Ele sobre sua vida, seus problemas, suas alegrias e tristezas. Estou feliz, pois acho que você teve consciência de que, sem buscá-Lo, sem ouví-Lo nunca poderá saber quais sãos os sonhos dEle para a sua vida, para a sua família. Foi disso que você se lembrou?

Infelizmente, não. Continuando a cena, vejo que você quase pega no sono quando se lembra de algo… você se lembra de ver se o despertador está ligado para o dia seguinte.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox