Notícias Adventistas

Márcia Ebinger

Márcia Ebinger

Desafios em Família

Os dilemas da família moderna e como superá-los.

Fome – seus filhos sabem o que é isso?

Raquel Arrais é uma das líderes do Ministério da Mulher da Igreja Adventista para o mundo. Ela viaja por diversos países para levar esperança e falar do amor de Deus. Só que ao visitar um país chamado Burundi, na África, Raquel sentiu o coração apertado. Acompanhe o relato que ela fez enquanto estava lá:

“Burundi vai ser um lugar que não vai dar para esquecer. A pobreza é extrema. É o primeiro lugar onde eu vou falar cercada por crianças e mais crianças com fome, com roupas rasgadas e carregando latas d´água. Como falar para pessoas que não têm comida nem roupa? Ontem tínhamos 100 mulheres reunidas, todas com fome, porque a farinha de mandioca que compraram tinha areia. Jesus multiplicava o pão para dar aos pobres e eu não tive poder para realizar este milagre.

“Amanhã vai ser melhor. O Ministério da Mulher está mandando dinheiro. Vão comprar mandioca e amendoim e elas vão comer no chão, sem garfo, sem faca, sem prato, colocando a mão no mesmo pote. É hora de ter olhos para ver e ouvidos para ouvir. A miséria é muito grande no mundo, não devemos ficar confortáveis com nossa riqueza. Estou deixando minhas roupas e vou mandar outras para as crianças desse colégio que não tem cama, banheiro, nem cadeiras. E eu fico pensando… o que Jesus faria aqui? Largaria todos estes necessitados para trás, doentes e sem comida? Com certeza não. Na América do Sul temos fartura, isso é bênção e é também responsabilidade.”

Sei que ao ler a pergunta do título você pensou: “Não, graças a Deus meus filhos não sabem o que é passar fome”. Que bom que é assim! Mas os seus filhos e os meus precisam saber que há os que não têm esse mesmo privilégio. E eles precisam saber mais, precisam entender que eles são instrumentos de Deus para ajudar essas pessoas, não importa sua idade. Generosidade se aprende desde os primeiros anos de vida. Além disso, quando olhamos para os outros e gastamos tempo pensando em suas necessidades, nossos próprios problemas parecem menores e valorizamos muito mais o que temos, o que Deus, em Sua grande bondade, tem nos dado em grande quantidade.

Há países em que as pessoas estão morrendo de tanto comer, e há lugares em que as pessoas estão morrendo por falta do que comer. Parece que há algo de errado, não é? Precisamos mostrar para nossas famílias que devemos fazer a nossa parte para mudar esta situação. Basta olhar ao redor e dar comida para uma pessoa faminta, oferecer um copo d´água a alguém que está com sede, dar uma peça de roupa a alguém que está com frio. Isso será muito, será tudo para quem ajudarmos. E quando nossos filhos fizerem planos para o futuro, lembremos de ajudá-los a incluir em suas listas de sonhos, algum projeto de auxílio a pessoas que têm fome, que têm sede, que estão sem roupas e sem casa, pessoas que não sabem o que é amor e que não conhecem a Deus.

Não deveria ser necessário, mas ainda é preciso falar sobre esses assuntos… “Para quem está de barriga cheia, o mel mais doce não tem valor, mas para quem está morrendo de fome qualquer sobra de comida é deliciosa.” Provérbios 27:7

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox