Notícias Adventistas

Márcia Ebinger

Márcia Ebinger

Desafios em Família

Os dilemas da família moderna e como superá-los.

Coragem é pra poucos! Não, pode ser pra muitos!

coragem-e-para-poucos

 Estamos vivendo dias especiais – Olimpíadas 2016, e em nosso país! Sou fã de esportes e admiro demais a dedicação dos atletas. Eles vivem com foco. São totalmente determinados. Passam por verdadeiros sacrifícios para alcançar seus objetivos.

Mas dessas Olimpíadas, uma das cenas que mais chamou a minha atenção, não foi uma cena relacionada com o esporte em si, mas sim, com uma demonstração de fé. Vou transcrever aqui um trecho da matéria escrita por Gabriela Marçal, do jornal O Estado de São Paulo, para explicar como foi esse momento que mexeu com o mundo e marcou as Olimpíadas do Rio de Janeiro:

“O registro de uma disputa de bola na rede é uma das principais imagens dos jogos olímpicos no Rio. A fotografia mostra as jogadoras do Egito e da Alemanha em uma partida de vôlei de praia, neste domingo, 7. O contraste entre os uniformes das atletas chama atenção: Doaa Elgobashy, de 19 anos, usa calça e hijab (véu sobre a cabeça), enquanto Kira Walkenhorst, 25 anos, usa biquíni. No entanto a notícia vai além da vestimenta, Doaa e sua colega Nada Meawad, 18 anos, devem ser reconhecidas por formarem a primeira dupla do Egito a disputar uma Olimpíada na modalidade vôlei de praia.

Doaa e Nada Meawad estrearam jogando contra as alemãs Laura Ludwig e Kira Walkenhorst; perderam a partida por 2 sets a 0, mas garantiram seus lugares na história.

As duas egípcias são muçulmanas, mas apenas Doaa joga as partidas de vôlei de praia com o véu na cabeça. Tradicional conjunto de vestimentas da cultura islâmica, o hijab preconiza a privacidade, modéstia e moralidade das mulheres muçulmanas. Em árabe, a palavra significa “cobertura”. Pode se referir a desde o véu, que cobre somente o rosto, até a burca, que esconde o corpo inteiro.”

Admirei muitíssimo a coragem dessas jovens de se apresentarem em público, num local e clima totalmente inesperados, usando as vestimentas que caracterizam a fé que elas defendem. Admirável mesmo, num mundo em que o deboche e a intolerância estão soltos, especialmente quando o assunto é fé.

Trazendo pra mim essa situação fiquei analisando até que ponto eu teria coragem de, em público, expor minhas crenças e valores, especialmente quando eles destoam do que a maioria acredita. É preciso coragem mesmo! Esse tipo de valor deve ser transmitido em casa, de pais para filhos. E aí eu me preocupei mais ainda! Será que consegui passar esse atributo para meus dois filhos? Será que eles terão coragem, quando for necessário, de mostrar e defender claramente a fé que possuem e que um dia abraçaram?

Assumir uma posição diferente da de costume ou tentar algo que não se considerava possível, define um ato de superação. De acordo com o escritor e pesquisador Luciano Vicenzi, a coragem surge quando o indivíduo aceita enfrentar os desafios, sejam eles quais forem – desde uma mudança muito radical de carreira ou uma simples volta em uma montanha-russa.

Mas para conseguir derrotar o medo e assumir posturas é necessário administrar as próprias emoções, conforme analisa a psicoterapeuta Maria de Melo, autora do livro “A Coragem de Crescer – Sonhos e Histórias para Novos Caminhos”. Ela cita a importância do autoconhecimento, da análise dos riscos e da humildade para conseguir levar ao pé da letra a expressão “criar coragem”.

A escritora americana Ellen White, em seu livro Educação, na pág. 57, diz que: “A maior necessidade do mundo é a de homens — homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus”.

A Bíblia também trata desse assunto e nos aconselha a mantermos uma postura corajosa firmada no Senhor. São muitos os versos sobre esse assunto, vou citar alguns:

– Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa delas, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará”. Deuteronômio 31:6
– Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”. Josué 1:9
– Mas eu, quando estiver com medo, confiarei em ti. Em Deus, cuja palavra eu louvo, em Deus eu confio e não temerei. Que poderá fazer-me o simples mortal? Salmo 56:3 e 4
– Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa.  Isaías 41:10
– Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes. I Coríntios 16:13

Com tudo isso em mente, vamos lá! Coragem!!

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox