Notícias Adventistas

Karyne Correia

Karyne Correia

Mente Saudável

Os cuidados para se ter uma vida mentalmente saudável.

Orar e perdoar

christian child praying hands clasped in prayer

Você já deve ter lido ou ouvido o texto bíblico que diz: “Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem” (Mateus 5:44). À primeira vista, esta orientação pode ser entendida como loucura. Mesmo um olhar mais atento pode não ser suficiente para compreender o que é ensinado nestas poucas palavras.

Em 2010, Lambert e seu grupo de pesquisadores investigaram acerca da relação entre perdão e oração. Foram realizados dois estudos. O objetivo do primeiro estudo foi testar se orar pelo cônjuge aumentaria a vontade de perdoá-lo. Verificou-se que os participantes aos quais foi designado orar pelo cônjuge relataram maior disposição para perdoar o parceiro do que aqueles que apenas descreveram seu parceiro para alguém.

No segundo estudo, os participantes foram divididos em três grupos. Os participantes de um grupo orariam por um amigo, os de outro grupo orariam sobre qualquer assunto e os participantes do terceiro grupo alimentariam pensamentos positivos sobre um amigo todos os dias por quatro semanas. Os que oraram pelo amigo relataram maior disposição para perdoar o amigo do que os participantes dos demais grupos. Os participantes que oraram por seu amigo também tiveram um aumento da preocupação altruísta durante quatro semanas.

Estes experimentos nos dão um vislumbre da importância da oração para os relacionamentos. Ainda que as palavras de Cristo pareçam loucura para nossos ouvidos, Ele, mais do que qualquer cientista do comportamento humano, sabe quão necessário é, para nós, o perdão. Ele sabe o quanto nossas relações dependem disto. Sabe o quanto nossa saúde mental depende do ato de perdoar. E então Ele nos diz: ame e ore!

Quando nos colocamos em oração por alguém, mais do que alimentar bons pensamentos sobre a pessoa, nós assumimos uma postura ativa em prol do bem estar do outro, e esta postura, esta ação, promove uma mudança em nós mesmos. Tendemos a pensar que precisamos primeiramente ter uma mudança no interior para podermos agir no exterior; que precisamos primeiro desejar o bem para alguém, para então orar por esta pessoa. Não é esta a ordem de Jesus. Ele efetua a cura em nossa alma, transforma o nosso coração, quando estamos imersos na ação recomendada por Ele. Ele, melhor do que ninguém, conhece o poder da oração!

Está tendo dificuldades em seu casamento? Não espere a mágoa passar. Ajoelhe-se e ore por seu cônjuge. Decepcionou-se com um amigo? Ore por ele. Está tendo problemas com o seu colega de trabalho? Interceda. Alguém tem lhe perseguido? Faça desta pessoa, objeto de suas preces. Sente dificuldade em perdoar? Experimente orar!

Clique aqui e faça seu pedido de oração

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox