Notícias Adventistas

Karyne Correia

Karyne Correia

Mente Saudável

Os cuidados para se ter uma vida mentalmente saudável.

Desapontamento

Você já se desapontou com alguém? É muito provável que sim. Todos os dias, pessoas experimentam esse sentimento. Mas, por que o experimentamos?

O desapontamento é um sentimento que está diretamente relacionado a uma expectativa que não foi correspondida. Quando esperamos que algo ocorra, e criamos uma expectativa sobre esse assunto, se o que esperávamos não ocorre da forma desejada, mas de uma forma indesejada, então nos sentimos desapontados.

Perceba, então, que o ponto principal não está no evento, nas pessoas, ou nas coisas sobre as quais nos desapontamos, mas em nossa mente. É em nossa mente que criamos expectativas e as alimentamos. É nela que fazemos uma leitura da realidade como sendo desapontadora. Então, é em nossa mente que precisamos trabalhar para não sofrermos com essa emoção.

Neste mês de outubro, mais especificamente no dia 22 de outubro de 2013, completamos 169 anos do conhecido “Grande Desapontamento”. Naquele dia, muitas pessoas aguardavam ansiosamente o retorno de Cristo nas nuvens do Céu. A expectativa não foi criada por acaso. Foi com base em muito estudo da Bíblia que se chegou até essa data. Contudo, ao final daquele dia as pessoas estavam desapontadas. Apesar de terem uma expectativa muito bem fundamentada, ela era irreal, uma vez que o evento aguardado não era o mesmo evento que ocorreria naquele dia.

Esse mesmo sentimento foi sentido pelos discípulos de Jesus séculos antes. Eles esperavam que seu Mestre fosse instituir um reino nesta Terra. Contudo, tiveram o desprazer de vê-Lo crucificado numa cruz, e posteriormente sepultá-Lo sem vida. Eles estavam desapontados, pois suas expectativas eram outras. Também eram expectativas irreais, uma vez que haviam compreendido errado tanto o ministério de Cristo como o que era o Reino de Deus.

Muitas pessoas, hoje, se desapontam com familiares, amigos e até mesmo com Deus. Em todos esses casos, o desapontamento nada mais é do que o resultado de uma expectativa irreal, uma crença errônea. Por isso, para não sofremos com o desapontamento, precisamos cuidar com a forma como enxergamos a realidade, com as expectativas que criamos, e com a forma como interpretamos o que ocorre em nossa vida.

No livro Cartas a Jovens Namorados, Ellen White escreve sobre esse sentimento, e como ele pode ocorrer, por exemplo, dentro da relação conjugal. “Aqueles que têm ideias muito elevadas sobre a vida matrimonial, cuja imaginação tem construído castelos no ar, com quase nada a ver com as perplexidades e problemas da vida, se encontrarão lamentavelmente desapontados diante da realidade. Quando a vida real vier com seus problemas e preocupações, eles estarão totalmente despreparados para enfrentá-los.” (pág. 31).

Cultivar um olhar realista sobre as coisas é uma forma de se prevenir contra essa e outras emoções negativas, e assim cuidar de nossa saúde emocional.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox