Notícias Adventistas

Jael Eneas

Jael Eneas

Louvor e Música Cristã

Música cristã como expressão de louvor a Deus.

Olhar 360 Graus

A semana foi realmente corrida. Para trabalhar, o casal Silva pega Van até o terminal, embarca em ônibus lotado e termina o trajeto de trem. O estresse faz parte da vida de Getúlio e Marta. Além disso, eles estudam à noite em uma universidade.

Assim cansados, a vida andava sem sentido. Fazia tempo que eles haviam deixado de frequentar a comunidade de fé, embora a igreja não fosse longe. Enquanto o casal sentia-se só, algo extraordinário aconteceu. De repente, surgem na janela vozes cantando: “Está na hora, a minha redenção já não demora; o mal que fere a alma vai sumir, está na hora quero ver o céu se abrir”.

A luz é acessa e assustados continuam a ouvir: “Está na hora, sinais do fim me avisam é agora; a minha fé vai se concretizar; está na hora quero ver Jesus voltar”. Nada mais perturbador para uma noite sem lua e silenciosa: “Está na hora de aquecer o coração, de amar o meu irmão; está na hora de estar pronto para quando Jesus voltar. Está na hora!”. Nada de sofisticado, apenas, um violão, vozes e um olhar 360º. As músicas eram do CD Jovem de 2008.

A noite passou rápido, mas, onde estava a coragem para retornar à igreja? A última música cantada pelo Grupo de Louvor foi “Meu Tudo”: “Eu era perdido Jesus me encontrou; eu era escravo e me libertou. Eu sou tão indigno e tão vil pecador, Jesus me cobriu com seu manto de amor”. Foi assim que uma canção do CD do Ministério de Música 2012 da Igreja Adventista do Sétimo Dia se transformou em convite de graça e redenção.
Depois de alguma relutância, Getúlio e Marta foram à igreja, onde se surpreendem pelo todo. Nada de muitas perguntas, mas, amabilidade, e, sobretudo, a oportunidade de participar do culto. Quem estava à frente? O pessoal da “serenata”, liderando o louvor: “Todos vós que tendes sede, vinde às águas” do CD 2008. Em seguida, o pastor pregou Isaías 55: “Vinde, comprai e comei. Vinde, sem dinheiro e sem preço, comprai vinho e leite”. A história é hipotética, mas, pode ser real em sua igreja!

Segredo

O olhar 360 graus do ministério de música é uma competência. Todavia, quando subordinado ao poder do Espírito Santo, o que era técnica de gestão, se torna em dom espiritual para transformar vidas. Aqui está o segredo. A ideia de cantar na casa do casal Silva surgiu de uma reunião entre as equipes de recepção e música. O planejamento envolveu também o pastorado e os anciãos. Decidiu-se de que haveria viva conexão entre a música, o sermão e as ações de suporte.

Um olhar mais agregador fará do louvor uma experiência desejada pelos participantes do culto. Ellen White em “Obreiros Evangélicos” destaca dois princípios: “permitir o quanto possível que toda a congregação participe” (pág. 358) e para os cantores e líderes do louvor, a autora sugere que “não é o cantar forte que é necessário, mas a entoação clara, a pronúncia correta, e a perfeita enunciação” (pág. 357).

Se a música “afina o coração para receber a Palavra”, segundo defende Harold Miller em “Música e a Congregação”, então, aqueles que ministram a Palavra cantada precisam ser sensíveis às necessidades espirituais do adorador, ao “ministrar músicas de ânimo e de reflexão, canções de alegria e de contrição, hinos que quebrantem o espírito e nos motivem a seguir a jornada cristã”, exorta Joêzer Mendonça , em “Ministro de Louvor Segundo o Coração de Deus”. Ore por isto! Seja um líder 360º.

WHITE, Ellen. G. OBREIROS EVANGÉLICOS.  Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 2012
MILLER, Harold. MÚSICA E A CONGREGAÇÃO.  http://musicaeadoracao.com.br

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox