Notícias Adventistas

Hildemar Santos

Hildemar Santos

Saúde e Espiritualidade

Como prevenir doenças e ter uma vida saudável.

Temperança I – O álcool

A temperança é um tema bem claro, ou seja, tudo o que seja tóxico para o organismo deve ser evitado. Assim, usando a razão, não teríamos nenhum argumento para defender o álcool, o fumo e mesmo a maconha. Todos estes são tóxicos e afetam tanto o corpo como a mente. A Igreja Adventista tem se mantido firme no combate a estas substâncias, mesmo num mundo confuso, no qual a realidade é substituída pelo prazer.

Por exemplo, este texto escrito em 1900, poderia ser facilmente repetido hoje – 114 anos depois – com a mesma conotação e sem ser considerado um assunto fora de moda: “O resultado da ingestão de bebidas alcoólicas demonstra-se pelos espantosos homicídios que ocorrem.

Quantas vezes se verifica que os roubos, incêndios, assassínios foram cometidos sob a influência da bebida! Todavia o maldito comércio alcoólico é legalizado, e opera ruína indizível nas mãos dos que amam brincar com aquilo que arruína, não somente a pobre vítima, mas toda a sua família!” — The Review and Herald, 1 de maio de 1900.

Ainda que os pesquisadores europeus defendam que o álcool é benéfico para o coração, existem evidências suficientes para condená-lo devido a outros efeitos. O álcool é a maior causa de acidentes, tanto automobilísticos como qualquer outro. Está relacionado com a violência e crimes como assalto, homicídio, suicídio, abuso de crianças, abuso de esposas e estrupo. O álcool é um dos fatores na causa de câncer oral, mama e fígado, hepatite e cirrose, e pode causar defeitos em fetos de mulheres que bebem.

Nos Estados Unidos, cerca de 80 mil pessoas morrem anualmente por causa da bebida. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o álcool é responsável por 3,3 milhões de mortes por ano (2012) ou 5,9 % de todas as mortes no planeta e está relacionado com mais de 200 tipos de doenças ou acidentes. E mais, a proporção de mortes e debilidades relacionadas com o álcool são mais frequentes no continente europeu.

Portanto, defender a ingestão de álcool com uma estatística desta estatura seria uma atitude insensata para um profissional de saúde, não é mesmo? Tive a mesma impressão quando assisti em Hong Kong, em 2005, a nomeação do doutor Richard Doll para o prêmio Run Run Shaw, uma versão asiática do prêmio Nobel. Doll foi um dos primeiros pesquisadores do mundo a descobrir a relação entre o cigarro e o câncer de pulmão, e por isso estava recebendo o prêmio.

No começo de seu discurso, ele ressaltou que embora o cigarro realmente seja prejudicial, nem tudo estava perdido, ou seja, o álcool não o era. E continuou dizendo que o álcool havia sido considerado um protetor do coração e ainda um promotor da longevidade. No final de seu discurso, não me contive e fui falar com o doutor. Primeiro, me identifiquei como doutor em saúde pública trabalhando no hospital adventista de Hong Kong e depois tentei argumentar que provavelmente o efeito do álcool fosse devido à presença de antioxidantes, tais como o Resveratrol encontrado no vinho.

O doutor Doll sorriu e me disse: “Fico contente com os adventistas e sua tradição de saúde e, em particular, sua luta contra o álcool, mas em relação a este, o álcool realmente é benéfico, e não somente o vinho, mas a cerveja, o whisky e outras bebidas destiladas, não pelos antioxidantes, mas pelo etanol que realmente aumenta o nível de HDL, o bom colesterol.”

Não tive coragem de argumentar. Na verdade, a festa era dele, mas fiquei pensando: “Como pode um indivíduo que ignora 3,3 milhões de mortes anuais ser agraciado com um prêmio semelhante ao Nobel?” Mas a epidemia da ignorância afeta muitos outros especialistas e médicos ao redor do mundo.

Parece que há um poder por trás de tudo isto conduzindo os especialistas a fechar os olhos para as evidencias. De qualquer forma, prezado leitor, você não precisa ser enganado. O álcool é um assassino e deve ser tratado como tal, ou seja, condenado ou banido. Não sou ativista, assim não estou promovendo a proibição, mas pelo menos o álcool poderia ser banido de sua casa. Da minha já o foi!

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox