Notícias Adventistas

Fábio Bergamo

Fábio Bergamo

Marcas & Marcas

Marketing, Comunicação, Cultura e Religião

Pós-verdade ou mentira?

Foto: Aberje

Quando nos acostumamos com os boatos e mentiras, o perigo é iminente!

Quando o tradicional e glamoroso Dicionário Oxford elegeu ano passado a palavra Pós-Verdade como a palavra do ano tomou de surpresa o mundo, que estava esperando algum meme ou termo da internet mais uma vez como o vocábulo da vez. No entanto, pós-verdade foi um grandioso achado, que ajuda a explicar bem a sociedade moderna.

Pós-Verdade nada mais é do que um contexto onde se dá mais valor a fatos sem relevância. Na própria definição do Dicionário Oxford, o adjetivo pressupõe aquilo “que se relaciona ou denota circunstâncias nas quais fatos objetivos têm menos influência em moldar a opinião pública do que apelos à emoção e a crenças pessoais”. Mais uma vez, não é um acertado retrato da nossa sociedade? Sociedade essa que tem amor pelos boatos e inverdades. E o pior: conseguem transformar estes boatos em “fatos reais”.

Em tempos de pós-verdade, a “verdadeira verdade” fica relevada à segundo plano. A paixão do ser humano pela ficção e pela vontade de que a vida seja mais elaborada do que ela realmente é vem derrubando a nossa vontade e nossa capacidade de ver o todo das coisas. E o ambiente político-econômico tem sido um campo fértil para que a pós-verdade aconteça. Turbinada pelas mídias sociais, a intensa rede de boatos influenciou e decidiu muitas eleições e polarizou as opiniões. Vide momentos como o Brexit, a eleição de Trump e a guerra infinda entre os “coxinhas” e os “mortadelas” no Brasil.

Mas a pós-verdade tem ido além, influenciando decisões e opiniões em outras searas. Em recente relatório, a direção do Twitter indicou que quase um quarto de todo o conteúdo compartilhado na mídia social simplesmente são notícias falsas, de uma infinidade de temas e conteúdos. Uma grande ode à pós-verdade!

Mentira

Bem, chegou a hora de falar de forma direta. Por mais que os especialistas indiquem que não é, pós-verdade não é nada mais que a falta da “verdadeira verdade”. Ou seja, pós-verdade é… mentira! Uma mentira influenciada pela falta de vontade de se buscar a “verdadeira verdade”, mas ainda uma mentira!

Preocupante é quando vemos que essas mentiras nos afetam. Pior ainda quando a tal mentira se inicia no nosso seio. Erros teológicos crassos e falsas doutrinas sendo plantadas parecem que tem proliferado cada vez mais no meio adventista e, incrivelmente, arrebanhado seguidores. Teríamos chegado também numa era de pós-verdade dentro da Igreja Adventista?

Particularmente acho que aqueles que criam as mentiras dentro do nosso seio só logram êxito por causa de um grupo também muito errado: aqueles que cruzam os braços ante ao avanço da pós-verdade em nosso meio. Simplesmente assistem o avanço de temas como Perfeccionismo e outras ideias que atacam até a criação de Deus, muitas vezes achando engraçado ou inofensivo. Não são! São ideias desagregadoras e polarizadoras. São mentiras!

Meu apelo neste texto não é para que os boatos não sejam criados ou divulgados, afinal já falei muito sobre este tema (você pode ver outros textos que escrevi nesta coluna sobre estes temas, clicando aqui e aqui). Mas, sim, para que você se prepare para combater estas mentiras que vem se acumulando no nosso meio. Para que você seja uma luz de verdade quando alguma delas apareçam nas mídias sociais, em nossas reuniões e em nossos púlpitos. Além da própria Bíblia e dos escritos de Ellen White, tem muita gente boa na internet que publica ótimos materiais que pode lhe ajudar a ser uma boa arma contra boatos e falsas ideias.

No tempo da pós-verdade, que a “verdadeira verdade” sepulte qualquer mentira desagregadora que apareça em nosso meio. Que Deus nos abençoe!

PARA LER, OUVIR E VER MAIS

Pós-Verdade, palavra do ano em 2016 – Dicionário Oxford – https://en.oxforddictionaries.com/word-of-the-year/word-of-the-year-2016

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox