Notícias Adventistas

Fábio Bergamo

Fábio Bergamo

Marcas & Marcas

Marketing, Comunicação, Cultura e Religião

O som do silêncio

A Capela do Silêncio de Kamppi é um dos ambientes mais silenciosos, num lugar que de silencioso não tem nada.

A Capela do Silêncio de Kamppi é um dos ambientes mais silenciosos, num lugar que de silencioso não tem nada.

Músicas, jingles, slogans… As ferramentas auditivas utilizadas para impressionar possíveis consumidores de algum produto ou marca estão cada vez mais evoluídas. É impressionante como alguns sons se transformam em símbolos de determinada marca rapidamente. Com certeza você, assim como eu, tem lembrança de alguma musiquinha ou jingle de alguma propaganda.

Mas o que é desconhecido de muitos é a força que um certo tipo de elemento tem na comunicação: o silêncio. Um dos mais profícuos pesquisadores da área é G. Douglas Olsen. Entre outras coisas, Olsen indica que, num cenário de comunicação publicitária, o silêncio aumenta a atenção do público e, consequentemente, melhora o envolvimento deste para com o objeto da comunicação. Além disso, pesquisas mostram uma melhor capacidade de avaliação dos atributos de uma marca ou produto, quando a audiência é exposta a momentos de silêncio.

Silêncio é, segundo a física, a ausência de som ou de ruídos. Ou seja: uma quase que IMPOSSIBILIDADE na modernidade “urbanoide” onde estamos inseridos. Se aqui onde moro, afastado de um centro urbano, temos problemas relacionados a silêncio, nas cidades é praticamente impossível conseguir um momentinho silencioso. Claro que o mundo da comunicação é grande responsável pelos ruídos destes ambientes. E aí surge a questão: silêncio funcionaria hoje em dia?

Em uma visita recente à Helsinki, bela capital da Finlândia, conheci um lugar especial: a Kamppi Kapelli – em português, Capela de Kamppi. Este lugar é internacionalmente famoso pelo apelido “Capela do Silêncio”. Foi um esforço, liderado pela igreja luterana, de se criar, num dos lugares mais movimentados da capital, a praça Narinkattori, no bairro de Kamppi (algo como a Avenida Paulista, em São Paulo), um espaço onde as pessoas pudessem se “desligar” do barulho e tivessem momentos importantes de silêncio com o seu criador.

A Capela do Silêncio de Kamppi é, acima de tudo, um primor da arquitetura moderna. Totalmente feita em madeira (incluindo os espaços e móveis internos), é bela por dentro e por fora. Impressiona o isolamento acústico do prédio, que lembra muito uma “Arca de Noé”. Não se ouve NADA lá de fora. E a proibição de fotografias internas e de conversa, faz com que, efetivamente, o ambiente seja um dos mais silenciosos, num lugar que de silencioso não tem nada.

Este exemplo do longínquo país europeu me mostrou que é possível, sim, um momento de silêncio neste turbilhão de coisas que fazemos todos os dias e que guerreiam pela nossa atenção. E outra coisa: me fez sentir novamente a coisa boa que é um momento de silêncio, sozinho, pensando no nosso Criador e Mantenedor. Naquele lugar intensamente movimentado, mas dentro daquela silenciosa capela, me senti de novo conectado com meu Pai do céu. Ouvi-O em silêncio. O som do silêncio.

De fato, o silêncio é essencial para o cristão. Às vezes, achamos que Deus não fala conosco, mas na verdade o silêncio que nos é necessário para ouvir não existe. Como Jó (33:31) Deus nos convida a ficar em silêncio para que possamos ouvir o que Ele tem a dizer. O silêncio é o nosso melhor canal de comunicação com o Rei do Universo! E este silêncio deve ser buscado não só na comunhão pessoal, mas em todos os lugares onde prestamos um culto racional para com nosso Criador.

Deixo-vos uma meditação escrita pela pregadora cristã Evelyn Christenson: “Hoje o silêncio é quase uma arte perdida. Após alguns segundos se passarem sem oração audível, alguém geralmente sente-se compelido a pigarrear, remexer os pés ou manusear nervosamente um livro de hinos. De alguma forma achamos que temos que falar com Deus o tempo todo, mas há coisas maravilhosas que Deus quer nos dizer. Ele tem respostas às nossas perguntas, segredos que Ele quer partilhar conosco, e contudo, o bombardeamos com nosso “muito orar”. Esquecemo-nos de que Deus está no Seu trono no céu apenas esperando para nos dizer algo grandioso se tão-somente lhe dermos oportunidade. Quão frustrado Ele deve ficar (se é que Deus se frustra) quando tem algo maravilhoso para dizer a mim e a você, e não ficamos quietos o tempo suficiente para ouvir o que Ele tem a dizer”.
Pergunto: Você tem tido momentos de silêncio? Tem ouvido o comunicador som do silêncio?

Para ler, ver e ouvir mais:

Conheça a Capela do Silêncio de Kamppi, em Helsinki, Finlândia – Vídeo da empresa de arquitetura responsável pelo projeto – https://www.youtube.com/watch?v=Lkvr3_-zjow

Ellen White sobre o silêncio – http://www.ellenwhitebooks.com/livro/index/34/97/100/silencio,-respeito-e-reverencia

Site oficial da autora Evelyn Christenson – http://www.evelynchristensonministries.org

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox