Notícias Adventistas

Fábio Bergamo

Fábio Bergamo

Marcas & Marcas

Marketing, Comunicação, Cultura e Religião

A luta dos séculos

Vez ou outra ouvimos a expressão “Luta do Século” se referindo à algum combate, ou de boxe ou, mais recentemente, de artes marciais mistas, o MMA. Essa alcunha é dada quando uma apresentação deste esporte envolve dois dos melhores atletas, com melhores resultados e grande presença de mídia, quando o apelo em volta fica enorme.

Foi assim desde a primeira “Luta do Século”, ocorrida no distante ano de 1910, entre Jack Johnson (negro) e James Jeffries (branco), que lutaram sob a sombra da segregação racial americana. Em seguida vieram mais outras lutas, com destaque para Rocky Marciano x Joe Louis (1951), Muhammad Ali x Sonny Liston (1964 e 1965), Muhammad Ali x Joe Frazier (1971 e 1974), Muhammad Ali x George Foreman (1974) e Mike Tyson x Evander Hollyfield (1997). Isto sem falar das lutas do UFC, que têm glamurizado muitos de seus importantes combates. Todas lutas ocorrem com forte apelo popular e monopolizam os temas de comunicação em todo o mundo.

E agora, tivemos a primeira “Luta do Século” no presente século. O americano Floyd Mayweather, o “Money”, e o filipino Manny Pacquiao, o “PacMan”, enfrentaram-se neste que foi considerado o maior combate da história das lutas. O confronto é extremamente esperado e os vitoriosos lutadores dividirão prêmios na casa de R$ 900 milhões, não importando o vencedor! Essas altas cifras mostram um pouco da força que foi o evento, transmitido para mais de 100 países. Ao vencedor, Mayweather, coube a unificação de todo os cinturões da sua categoria e ainda levou um cinturão especial do evento, cravejado de esmeraldas e diamantes.

O termo “Luta do Século” se tornou apropriado principalmente por causa da ansiedade prévia ao combate. A dúvida sobre quem vai ganhar, toda a experiência que move o confronto, lutadores falastrões. São ingredientes que parecem dar brilho ao evento.

Assim são as “Luta do Século” aqui na Terra. Um retrato cultural da cosmovisão da humanidade. Tanto que foi esta a metáfora utilizada por Deus para que pudéssemos compreender aquilo que começou no céu e vem influenciando nossas vidas até hoje: o Grande Conflito. Ou poderíamos dizer, a Grande Luta! A Luta dos Séculos.

“E houve guerra no céu: Miguel e seus anjos batalhavam contra o dragão. E o dragão e seus anjos batalhavam”. Apocalipse 12:7.

Esta é a “Luta dos Séculos”: Miguel x Dragão. Um combate cósmico, milenar, entre principados e potestades, onde não conseguimos imaginar a complexidade. Mas, querendo ou não, nós também somos participantes também desta peleja. Às vezes nem imaginamos que estamos no meio deste conflito. Mas todo nosso sofrimento advém dele.

Porém nesta que é a “Luta dos Séculos” não deveria haver ansiedade: nós já conhecemos o vencedor. Por mais que o combate se apresente complexo, a vitória já está confirmada. Se você fosse um apostador, se tivesse a informação privilegiada da vitória de Floyd Mayweather, com certeza apostaria todo o seu dinheiro no “Money”. Na “Luta dos Séculos”, onde você pode escolher o lado no qual lutar, parece certa a escolha. Infelizmente, onde o resultado é eterno, alguns escolhem o lado perdedor.

E qual é o lado vencedor? A Bíblia responde:

“Guerrearão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os que estão com ele, chamados eleitos, e fiéis”. Apocalipse 17:14.

O que ganha o vencedor na “Luta dos Séculos”? E a vitória não vale apenas dinheiro humano e um cinturão de pedras. O “prêmio” é muito maior. O próprio Miguel, o lutador vencedor, nos conta qual é:

“Ao que vencer, dar-lhe-ei assentar-se comigo no meu trono, assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono”. Apocalipse 3:21.

Quer ser vencedor na “Luta dos Séculos”? A escolha do lado certo é sua!

PARA LER, VER E OUVIR MAIS

Série “O Grande Conflito”, com Pr. Luis Gonçalves – Lista com os 19 episódios. 

Canção “O Grande Conflito” – Quarteto Arautos do Rei

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox