Notícias Adventistas

Carolyn Azo

Carolyn Azo

Desafios Espirituais

Reflita sobre as vicissitudes da vida em sua caminhada diária com Deus e saiba que ainda existe esperança.

Uma viagem ao desconhecido

Falta pouco tempo: Cristo em breve virá (Foto: Shutterstock)

Acompanhem-me nesta viagem!

Exerço minha carreira profissional na área de comunicação há mais de dez anos e jamais havia visto tanta desgraça, uma atrás da outra. Serei clara e direta. Este ano me surpreendeu muito mais do que os outros. É simples: basta ler os títulos dos principais meios de comunicação do mundo para que você reflita e pergunte a si mesmo se está preparado para o pior. Em poucas semanas, cinco furacões: Harvey, Katia, José, Maria e Nate afetaram grande parte das ilhas do Caribe e dos Estados Unidos, além de dois terremotos no México de alta intensidade e suas inúmeras réplicas que cobraram a vida de dezenas de pessoas.

Leia também:

Como se isso fosse pouco, vulcões na América Central estão alertando as comunidades vizinhas quanto ao perigo de suas fortes erupções; a corrupção incontrolável em vários países; a violência não no Oriente Médio, mas em países latino-americanos; milhões de refugiados e milhares de expatriados; uma crescente e desenfreada desobediência do homem a Deus com respeito ao casamento e em uma suposta busca de identidade, etc. E se tudo isso não bastasse, as pessoas estão culpando a Deus pelas desgraças deste mundo, como os violentos massacres nos Estados Unidos e no Oriente Médio. Sem contar as devastações deixadas pelo desenfreamento da natureza.

Fico triste ao ler comentários como: “Onde está Deus que não Se lembra das crianças?”, “Não há Deus”, “São os castigos de Deus”. Estou cansada de ler esse tipo de comentários nas redes sociais. Além de sermos injustos e pecadores, há pessoas que reclamam de Deus por essas desgraças e O culpam. Definitivamente, quanta ignorância da Palavra de Deus há hoje em dia. Em Ezequiel 18:32, a Bíblia diz: “Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o SENHOR Deus. Portanto, convertei-vos e vivei.” “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Quanto amor por Suas criaturas!

O que mais me surpreende é a misericórdia de dEle para com a raça humana. Um Deus de amor vendo, do Céu, as iniquidades cometidas por Suas criaturas, por quem Ele morreu e sofreu humilhação nesta terra, e sendo considerado culpado pelas desgraças. Em vez de reclamar, a raça humana deveria abrir os olhos e ver que tudo o que está acontecendo são sinais de alerta de que a misericórdia de Deus está chegando ao fim, e como diz a Bíblia: “O meu Espírito não agirá para sempre no homem” (Gênesis 6:3). Se um ser humano governasse o mundo, creio que já teria destruído completamente a Terra e todos seus habitantes, porque é assim que a mente humana pensa.

Uma vida sem sofrimento

Porém, a raça humana não se dá conta de quem está por trás dessas desgraças. Saibam que é o mesmo diabo e Satanás que enganou Eva no jardim do Éden. Sim, esse ser e seus milhões de anjos tem poder para provocar essas catástrofes naturais sobre a Terra, porque quer destruí-la. Mas Deus não permitirá.

Deus não Se compraz de ver um bebê chorando ao ser arrancado dos braços da mãe para ser vendido ou sequestrado. Claro que não! Lembremos que o príncipe deste mundo é Satanás, porque nós, seres humanos, lhe demos lugar em nossa vida. Mas bendita seja a misericórdia e a graça de nosso Salvador Jesus, que veio a este mundo para pôr em prática o plano da salvação. Morreu pregado no madeiro, ressuscitou vencendo a morte e virá pela segunda vez para levar consigo todos os que aceitarem a GRAÇA de Sua salvação. Perdoem-me, não me refiro a essa graça barata da qual o mundo fala, a qual diz que você pode fazer o que quiser porque Deus o perdoa. Não! Eu falo da graça que Deus nos oferece ao sermos obedientes à lei de amor!

Se quisermos viver com Deus e com os santos nas mansões celestiais, não esperemos essa incrível realidade se não nos acostumamos a viver como santos nesta terra, crendo, obedecendo a Deus e amando o nosso próximo.

Eu prefiro dizer que sou salva por Cristo a dizer que sou salva pelas obras, porque a salvação pelas obras é impossível.

Amigos, hoje mais do que nunca, ao ouvir os sinais de alerta dos acontecimentos deste mundo, mantenhamo-nos vigilantes, porque Cristo em breve virá. Mas saibam ou lembrem-se de que primeiro Satanás irá se manifestar e preparar o caminho. Portanto, esquadrinhemos as Escrituras, porque nela estão as orientações para a vida eterna. Maranatha!

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox