Notícias Adventistas

Carolyn Azo

Carolyn Azo

Desafios Espirituais

Reflita sobre as vicissitudes da vida em sua caminhada diária com Deus e saiba que ainda existe esperança.

A Rede vs Sua Namorad@

perto-mais-distante

É possível viver, ao mesmo tempo, no mundo virtual e no real?

“Sou Fernando, tenho 27 anos e minha namorada fica com raiva de mim, porque ela diz que eu passo mais tempo com os meus perfis de Internet que com ela, mas eu disse a ela que é natural, que temos que estar atualizados e que ela nunca será substituída pelo meu mundo virtual. Além disso, quem não fica feliz quando recebe um “LIKE”, RT ou +1? O que vocês acham?”.

Por outro lado, a namorada, chamada Sandra, nos conta: “Tudo ia bem nos nossos primeiros dias de relacionamento, até que Fernando começou a se afastar de mim mentalmente, e mesmo que esteja ao meu lado, já não o sinto perto, o sinto cada vez mais distante.”

Atenção! Você pode estar a ponto de perdê-l@

Você sabe por que você substitui os melhores momentos com as pessoas que ama por uma CURTIDA, RT, +1; etc.? Segundo Eduardo Calixto, diretor do departamento de Neurobiologia de Puebla, México, fisiologicamente, o cérebro do jovem não amadureceu o suficiente para ter a capacidade de inibir a produção de um neurotransmissor como a dopamina. Ele também disse que a dopamina produz prazer, e pode ser gerada em excesso em cada curtida ou “emoticon” que o usuário de uma rede social como Facebook, espera.

“A dopamina é liberada com a curtida, e quando não é liberada, nós ficamos esperando por ela. E quando ela já foi liberada muito, temos um problema. Já que se antes só se requeriam 5 a 7 curtidas para gerar dopamina, agora se esperam entre 20 ou 30 curtidas para nos sentirmos liberados”, disse ele.

Agora os especialistas chamam esse fenômeno do século XXI de vício, mas que tipo de personalidade pratica esse vício? Vejamos se você tem algumas dessas características:
Os que não têm uma boa socialização e não sabem como aproximar-se de uma garota ou de um rapaz, os extremamente tímidos, os que sofrem de episódios de depressão, os de baixa autoestima, os desiludidos no amor e que se sentem sozinhos e finalmente os que buscam fortes emoções.

Por que te substituem por redes sociais?

Especialistas dizem que é porque permitem às pessoas tímidas relacionar-se mais facilmente, já que elas deixam de ser honestas sobre si mesmas e assim vencem seus medos para conhecer gente nova.

O portal “Brainstorm9” comentou que esta é uma situação bem delicada. Quando se abre o Facebook ou qualquer rede social, em geral, deparamo-nos com um mundo de felicidade. As pessoas se tornam editoras da própria vida, enfatizando o lado positivo ou criando ilusões de uma vida que parece perfeita.

Cifras alarmantes entre março de 2012 e março de 2013

Segundo o estudo “Futuro Digital América Latina 2013″, de ComScore em América Latina, passamos 26,1 horas conectados à Internet, em média, por mês, as quais 10,32 horas são passadas em redes sociais. (Cifras do portal Fayerwayer)

O que a Bíblia diz sobre isso?

Começarei dizendo que é egoísta de nossa parte pensar em nós mesmos – no contexto de passar mais tempo na Internet, gastando mal e buscando ser satisfeitos por nossos amigos virtuais – e deixar de lado essa pessoa especial que aceitou passar seu tempo conosco. A Bíblia diz, em 2 Timóteo 3:2: “Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, *blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios…” (NVI).

O versículo do parágrafo anterior é para nossos tempos. Portanto, cuidado, porque você pode perder o mais valioso em sua vida como sua salvação eterna, namorado (a), cônjuge, amigos, parentes e até pessoas extraordinárias que você poderia conhecer se tão somente parasse de olhar para a tela.

A famosa escritora norte-americana Ellen G. White escreveu sobre o uso do tempo: “Dinheiro, tempo e força são sacrificados na ostentação e condescendência próprias […]” (Cristo em Seu Santuário, p. 117).

Ellen White também disse: “A mente natural tende para o prazer e a satisfação egoístas. É método de Satanás providenciar abundancia dessas coisas. Busca encher o espírito dos homens com o desejo dos prazeres mundanos, a fim de não lhes sobrar tempo algum para perguntarem a si mesmos: Como vai minha alma? O amor do prazer é infeccioso. A ele entregue, a mente precipita-se de um a outro ponto, buscando sempre algum entretenimento. A obediência à lei de Deus neutraliza esta inclinação, construindo barreiras à impiedade” (Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes, p. 321.1).

Termino dizendo: Reaja antes que seja tarde demais. Desperte! Existe um mundo real.

Veja Também


Comentários